O arquipélago dos Açores tem estado em evidência nos últimos dias. Primeiro foram as notícias sobre as companhias aéreas low cost que anunciaram que em 2015 vão passar a ter voos para as ilhas. Agora é a vez de ser anunciada a inauguração de um parque aventura na ilha de São Miguel, mais precisamente na freguesia do Pilar da Bretanha, no concelho de Ponta Delgada. Esta é sem dúvida uma boa notícia para a população deste arquipélago, depois de saber que a base das Lajes irá ficar praticamente desactivada após o governo dos EUA ter comunicado que iria retirar cerca de 500 soldados, o que irá influenciar negativamente a economia local.

Carmen Bettencourt, coordenadora da associação de desenvolvimento local Norte Crescente, referiu que "o parque aventura surge na sequência de um projecto que candidatámos ao programa Prorural e resulta também da necessidade de criar algum foco de desenvolvimento local". É de realçar a importância que o Programa de Desenvolvimento Rural da Região Autónoma dos Açores (Prorural) tem tido na aproximação de populações mais distantes dos centros urbanos, seja numa vertente de criação direta de emprego ou na criação de rotas turísticas. No que diz respeito ao parque aventura agora criado, foi anunciado que o mesmo é composto por oito campos de actividades que vão desde o 'paintball', equitação, BTT, trial, manutenção, bilro e futsal, complementados com a criação de um circuito de prevenção rodoviária.

Esta iniciativa pretende valorizar todo o tipo de actividades desportivas ao ar livre, bem como promover hábitos de vida saudáveis e também divulgar todas as potencialidades da localidade de Pilar da Bretanha para o turismo rural. A inauguração irá ocorrer no dia 11 de Janeiro e irá incluir actividades gratuitas, como trilhos pedestres, passeios de TT, 'geocaching', e um passeio para motards. O encerramento das festividades de abertura do parque será feito com um festival de patinagem artística.

Para além de todo a sua biodiversidade, o arquipélago dos Açores tenta criar pontos de recreio que estejam enquadrados na temática do nicho de turistas que o frequentam, ou seja, turismo rural e de #Natureza. Apesar de ter sido nomeado para o prémio de inovação e turismo sustentável, o seu crescimento nesse sentido continua a não ser descurado e é de louvar que assim continue.