O lugar da Gorreana, na Ribeira Grande, ilha de São Miguel, deu nome à produção de chá mais antiga da Europa, que se mantém há mais de cinco gerações sempre nas mãos da família fundadora. Com a introdução em 1874 da semente camellia sinensis, planta do chá que proveio do Brasil, dois chineses deslocaram-se à ilha com o intuito de ensinar as técnicas de fabrico. Durante estes últimos anos do século XIX foram fundadas mais de uma dezena de plantações com fábrica, apesar de que apenas a Fábrica de Chá da Gorreana se mantém até aos dias de hoje a funcionar ininterruptamente. Esta fábrica é propriedade de Hermelinda Pacheco Gago da Câmara e de seu filho, Simplício Gago da Câmara.

Com uma plantação que ronda os 32 hectares, a fábrica da Gorreana produz e comercializa chá preto, das marcas Pekoe, Orange Pekoe e Broken Leaf, e ainda chá verde, da reconhecida marca Hysson. As exportações rondam as quatro toneladas por ano para a Alemanha, e cerca de metade para Portugal Continental, ainda assim, a grande massa consumidora do chá Gorreana continua a ser na região. Outros mercados são ainda os Estados Unidos da América, Canadá e Áustria.

Esta fábrica, nos dias de hoje, é um ponto de visita obrigatório para o turista, sendo que ainda é possível observar as máquinas utilizadas durante o século XIX e início do século XX. A outra exploração da ilha, a Fábrica de Chá de Porto Formoso, situa-se a uns metros mais abaixo da anterior, sendo que laborou em pleno entre os anos 20 e 80 do século passado. Em 1998 iniciaram-se as obras de recuperação, sendo que abriu ao público em 2001, estando agora de novo em funcionamento. Apesar de esta possuir uma dimensão inferior, cerca de 5 hectares, produz ainda entre as 12 e as 14 toneladas por ano, apresentando assim três variedades de chá preto. Também aqui os turistas podem parar para ficar a conhecer a fábrica, a plantação e desfrutar de um chá. Esta exploração tem a especificidade de que todos os anos na Primavera se recria a apanha do chá com os trajes típicos daquela altura. #Natureza #Curiosidades