Duas meninas, com 13 e 14 anos, terão sido abusadas sexualmente pelo seu treinador de atletismo. A #Polícia Judiciária comunicou que deteve esta sexta-feira, 30 de Outubro, na Ilha Terceira (Açores), o professor de 36 anos de idade. Trata-se de um homem casado que se aproveitava da relação de confiança e proximidade com as jovens atletas para manter com elas vários actos sexuais. Os investigadores acreditam que os factos terão ocorrido também em outros pontos do país no âmbito de algumas deslocações realizadas para participar em provas desportivas.

Os investigadores do Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada da Polícia Judiciária recolheram indícios que levam a crer que o caso terá tido início quando o homem foi professor de uma das vítimas na mesma escola frequentada pelas raparigas, e onde o docente ainda continuava a dar aulas. O comportamento criminoso do professor terá ganho forma durante deslocações a várias localidades do país onde as jovens atletas, treinadas por si, participaram em provas de atletismo. Para além da prática de diversos actos sexuais, o homem intimidava as meninas ao ponto de conseguir recolher imagens delas em poses íntimas.

A Polícia Judiciária afirma, em comunicado emitido esta sexta-feira, 30 de Outubro, que o homem é suspeito pela “prática de diversos crimes de abuso sexual de criança, abuso sexual de menores dependentes e pornografia de menores”.  A situação foi desencadeada através de um alerta lançado por uma pessoa adulta depois de ter ouvido alguns comentários de atletas sobre o comportamento duvidoso daquele professor e treinador. Uma vez que os abusos, que começaram há cerca de um ano e meio, terem tido continuidade até agora, levou a que a Polícia Judiciária atribuísse prioridade à investigação, que culminou esta sexta-feira com a detenção do suspeito.

O detido, sem qualquer tipo de antecedentes criminais, esteve toda a tarde desta sexta-feira a ser ouvido por um juiz de instrução criminal, tendo o interrogatório sido suspenso para continuar no sábado, dia em que deverão ser anunciadas as medidas de coacção aplicadas ao arguido.    #Crime