A polícia judiciária confirmou a detenção de um homem de 60 anos, suspeito da prática de incêndio por negligência. O homem terá feito uma queimada em Pessegueiro do Vouga, Sever do Vouga, na passada quinta-feira, dia 2 de abril. Na sequência dos ventos fortes e calor intenso, originou-se um incêndio que assumiu grandes proporções, tendo-se alastrado até aos concelhos de Albergaria-a-Velha e Águeda. O suspeito aguarda agora em liberdade o desenvolvimento do processo-crime, enquanto um menino de 10 anos, atropelado por um carro dos Bombeiros durante o combate, continua hospitalizado.

Depois de dominado por duas vezes o incêndio, uma no dia 2 de abril, quinta-feira, e outra no sábado, dia 4 de abril devido a um reacendimento que assumiu 3 frentes, o fogo consumiu mais de 1000 hectares de floresta e colocou em risco diversas povoações, como Mouquim, Valmaior, Ribeira de Fráguas e Rendo. Como se não bastasse, sabe-se agora que no decorrer das operações de combate, no passado sábado, cerca das 23h30, um menino de 10, da localidade de Valmaior, foi atropelado acidentalmente por um carro dos Bombeiros que fazia marcha-atrás. O menino teve de ser operado a um fractura numa perna, estando internado no Centro Hospitalar do Baixo Vouga.

A situação levou ao pânico do condutor da viatura dos Bombeiros, pois era conhecido da família. Tristemente, o infortúnio aconteceu quando o menino comemorava os seus 10 anos de idade. A família entende que tal foi um acidente, e que nem os Bombeiros nem a criança tiveram culpa do que aconteceu.

Na sua página de Facebook, os Bombeiros de Albergaria-a-Velha deixam o seu agradecimento: "A Direcção da Associação e o Comando do Corpo de Bombeiros Voluntários de Albergaria-a-Velha, vem por este meio agradecer a todas as empresas, instituições, Corpos de Bombeiros e população civil que nos apoiou nas operações de combate ao incêndio que assolou o nosso Concelho no passados dias 2, 3, 4 e 5, bem como no respectivo apoio logístico, na certeza de que só o esforço e o contributo de todos permitiu potenciar o nosso desempenho e mitigar os danos. Bem Hajam!"

Quanto ao "responsável" pelo incêndio, que queria apenas limpar o seu terreno fazendo para tal uma queimada, depois de ter sido ouvido pelas autoridades, aguarda agora em liberdade, sujeito a termo de identidade e residência.
#Natureza