Quatro pessoas morreram, na madrugada de hoje, 1 de Maio, em Sangalhos, no concelho de Anadia. O acidente terá sido provocado pelo despiste de uma moto que acabou por colher mortalmente dois homens, irmãos, que estavam a atravessar a estrada. Os dois ocupantes da moto, um homem e uma mulher terão tido, também, morte imediata. As vítimas têm idades compreendidas entre os 30 e os 50 anos. O caso originou uma pequena revolta popular uma vez que há muito que os moradores da zona pedem uma passagem pedonal para poderem atravessar, em segurança, a variante à EN 235.

A tragédia que alguns populares temiam acabou por acontecer. Diariamente são muitos os moradores que arriscam a sua própria vida ao atravessarem aquela estrada, uma vez que a sua reivindicação para construção de uma passagem aérea não se concretiza. Foi o que aconteceu a dois irmãos que o fizeram hoje, 1 de Maio, cerca da uma hora da madrugada. No momento em que estavam a atravessar a estrada foram colhidos por uma moto que circulava na variante. Na mota seguiam um casal, que à semelhança das vítimas do atropelamento, terão tido também morte imediata.

O acidente ocorreu na variante da EN235, que liga Oliveira do Bairro a Sangalhos, junto à povoação de Paraimo, no concelho de Anadia. Ao local deslocaram-se os bombeiros voluntários de Anadia, de Oliveira do Bairro e de Albergaria-a-Velha. Foram accionados, ainda, uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) e uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). Um dos bombeiros que socorreu ao acidente viria a sentir-se mal, quando se apercebeu que duas das vítimas mortais eram suas conhecidas. #Acidente Rodoviário

A moto seguia no sentido Oliveira do Bairro - Anadia e deverá ter entrado em despiste quando se apercebeu da presença dos dois peões, colhendo-os com grande violência. Os dois homens faziam-se acompanhar por um cão, que também foi colhido e morreu. A violência do embate fez com que uma das vítimas fosse projectada para a via contrária, enquanto a outra ficou pendurada por cima do separador central da estrada. O condutor da moto foi arrastado pela estrada cerca de 50 metros e a mulher que seguia com ele foi projectada para o lado contrário, para junto do apeadeiro dos caminhos-de-ferro. As causas do acidente estão a ser investigadas pelo Núcleo de Investigação da Guarda Nacional Republicana que tomou conta da ocorrência.