Foi um início de quinta-feira trágico na localidade de Fermelã, no concelho de Estarreja. Um rapaz, de cerca de 20 anos, morreu na sequência de um despiste. O jovem terá perdido o controlo da motorizada onde viajava indo embater na traseira de uma carrinha que se encontrava estacionada na berma da estrada. Apesar do socorro prestado pelos bombeiros e pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), a vítima não sobreviveu aos ferimentos.

O alerta chegou ao Comando Distrital das Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro por cerca das 8 horas desta quinta-feira, 6 de outubro. Dava conta de um despiste de uma motorizada na Estrada Nacional nº 109 (EN109) na localidade de Fermelã, concelho de Estarreja. Quando os Bombeiros Voluntários de Estarreja chegaram ao local depararam-se com um jovem, com cerca de 20 anos, já em paragem cardiorrespiratória, tendo solicitado o auxílio da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). No entanto, apesar dos esforços dos socorristas, foi impossível reverter a situação da vítima, tendo o óbito sido declarado no local. O corpo foi removido e transportado para o Gabinete Médico-Legal e Forense do Baixo Vouga, em Aveiro, onde deverá ser realizada a respectiva autópsia.

Tudo indica que o jovem, que conduzia uma motorizada, ter-se-á despistado embatendo violentamente na traseira de uma carrinha de caixa aberta que se encontrava parada na berma da estrada, junto ao muro de uma moradia. A ocorrência foi registada pelos militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) que irão investigar em que circunstância se deu aquele trágico acidente.

Homem ferido em explosão

Um homem sofreu ferimentos considerados graves na sequência da detonação de um engenho explosivo. O acidente ocorreu ontem, quarta-feira 5 de Outubro, pouco depois das 11:30 horas quando a vítima, de 56 anos, se encontrava a realizar obras numa rua em Canedo, no concelho de Santa Maria da Feira, distrito de Aveiro. Socorrido no local pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), o homem acabaria por ser transportado para o Hospital pela Cruz Vermelha de Sanguedo. O caso está a ser investigado pela Guarda Nacional Republicana que, uma vez que se encontravam outros três engenhos explosivos no local, enviou uma equipa técnica proceder à remoção daqueles em segurança. #Acidente Rodoviário #Óbito