Um trágico acidente tirou a vida a uma mulher de 34 anos no dia do terceiro aniversário da sua filha. Uma data que ficará na memória pelas piores razões. A mulher ia sozinha de carro ao infantário buscar a criança mas a viagem foi interrompida. O despiste do automóvel fez com que este tivesse chocado violentamente contra uma parede. A vítima ficou encarcerada, foi socorrida e transportada ao hospital mas não resistiu aos ferimentos.

Publicidade

Nesta quinta-feira, 17 de Novembro, Carla Alexandra Pereira Leal, residente em Fiães, no concelho de Santa Maria da Feira, estava a viver um dia feliz ao preparar as celebrações do terceiro aniversário da sua filha. Antes de sair de casa para se deslocar ao infantário para ir buscar a criança, Carla Leal anunciou, através de uma publicação no seu perfil na rede social Facebook, que era um dia de festa para a sua “estrela”. “Três aninhos de muita alegria”, escreveu a mãe “babada” terminando com um “amo-te, minha princesa linda”. Uma mensagem que, poucas horas depois, tornou-se num momento emotivo para familiares, amigos e não só, que responderam com mensagens de condolências no mesmo perfil.

Durante a viagem com destino ao infantário, Carla Alexandra perdeu o controlo do automóvel que conduzia, tendo o veículo embatido violentamente contra um muro de uma habitação. Quando os #Bombeiros da corporação de Lourosa chegou ao local deparou-se com a vítima encarcerada no interior do automóvel. Solicitaram o auxílio da equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) afecta ao Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (Hospital de São Sebastião, de Santa Maria da Feira). Os socorristas retiraram a mulher do interior do veículo, e após a terem estabilizado transportaram-na para a unidade hospitalar, num estado considerado grave. Contudo, devido aos ferimentos, Carla Alexandra Leal acabou por não resistir e morreu.

Para além da filha de três anos, a mulher, casada e numa situação de desemprego, era mãe de um outro menino de 11 anos de idade. Quanto ao fatídico acidente, as causas e as circunstâncias em que o mesmo ocorreu estão a ser investigadas pelas autoridades. Sabe-se apenas que existem marcas de travagem ao longo de 30 metros antes do embate contra o muro de uma habitação em Alderiz, freguesia de Argoncilhe. #Óbito #Acidente