Sundar Pichai, CEO de Google, anunciou ontem no Instituto de Estudos Políticos de Paris, os projetos que foram selecionados para participar no DNI – Digital News Initiative. O objetivo desta iniciativa, lançada em outubro do ano passado para os editores europeus, é premiar os projetos mais originais da Web que tenham a capacidade de abrir novos horizontes no jornalismo digital através de #Inovação e tecnologia.

A iniciativa do Google não se baseia apenas em palavras e reconhecimentos, o gigante da internet disponibilizou para esta iniciativa 150 milhões de dólares para financiar todos os projetos selecionados.

De todos os projetos selecionados pelo Google Innovation Fund, sobressai Blasting News, a primeira plataforma global de jornalismo cidadão, fundada pelo empreendedor Andrea Manfredi. A Blasting News destacou-se com um projeto concebido para a indústria editorial e para a Europa: “O nosso objetivo com este projeto – disse Manfredi – é dar a todos os editores europeus o poder do crowd-sourcing aproveitando o incrível network que se criou e a tecnologia inovadora que a Blasting News desenvolveu ao longo destes anos. Esta é a contribuição que a Blasting News quer dar para a indústria do setor”.

Blasting News for Europe nasceu para colmatar a falta de uma plataforma europeia de fácil acesso a todos os jornalistas independentes. Hoje em dia um pequeno editor local que esteja a desenvolver um artigo sobre tecnologia móvel, dificilmente vai conseguir entrar em contato - em breve tempo e a custos razoáveis - com um freelance norueguês especializado neste tipo de produtos. Daí a ideia de criar o primeiro mercado europeu de crowd-sourcing utilizável e veiculável por qualquer editor, local ou nacional.

A primeira fase do projeto será ouvir os editores. “Desenvolvemos a ideia de um mercado – explicou Manfredi – mas é apenas reunindo com os utilizadores finais que conseguiremos identificar as características mais importantes para eles. Esta ferramenta serve toda a indústria jornalística europeia e adapta-se perfeitamente ao espírito de iniciativa do DNI. Portanto criámos um painel de editores que nos guiarão no caminho”.

O projeto terá um impacto não apenas nos editores, mas também nos jornalistas independentes, que terão novas oportunidades de relatar uma notícia com a própria interpretação dos fatos. “O resultado – continua Manfredi – é conteúdo de qualidade a um custo que, considerando a localização e a especialização do repórter, é inferior para a empresa que contrata, bem como novas oportunidades de rendimento para os freelancers.

Blasting News, fundada em 2013 por Andrea Manfredi, tem um objetivo ambicioso: tornar o mundo um lugar melhor, dando a todos a possibilidade de se tornarem repórteres e partilharem as próprias ideias com uma audiência global, desfrutando de informação que finalmente podemos definir independente. A Blasting News, em pouco mais de dois anos, atingiu uma audiência de 50 milhões de leitores únicos mensais no site (fonte: Google Analytics) e publica mais de 15.000 artigos inéditos por mês, graças a uma comunidade de mais de 650.000 Blasters. Blasting News é uma plataforma baseada em tecnologia proprietária, que inclui tecnologias com patente pendente.

A Blasting News apresentou uma candidatura suíça ao Google DNI Innovation Fund. #Blasting News Portugal