O indivíduo é presente amanhã, segunda-feira, 20 de abril, ao Tribunal da Comarca de Vila Verde, distrito de Braga. Na passada sexta-feira acabou detido no centro de Vila Verde depois de ter, alegadamente, agredido e injuriado uma patrulha da Guarda Nacional Republicana (GNR) do Posto Territorial de Vila Verde devido a um estacionamento. Tudo isto porque, e segundo foi possível apurar junto das autoridades locais, se recusou a retirar o carro que impedia a passagem do camião do lixo. Pouco passava das 21:30 horas da passada noite de sexta-feira quando a habitual ronda do camião do lixo fazia a recolha no concelho de Vila Verde.

A situação de desordem pública aconteceu mesmo no centro da vila, numa das principais artérias. Uma viatura ligeira, sem ninguém no interior, impedia a passagem do camião do lixo. Os homens que trabalhavam ainda procuraram nas imediações pelo condutor, buzinaram e até esperaram alguns minutos para ver se alguém comparecia junto do carro. Sem sucesso, a única alternativa foi chamar a GNR local.

Já com a patrulha presente, apenas restou a solução de arranjar um reboque para retirar o carro do local. No entanto, eis que aparece o dono do carro, que segundo algumas testemunhas presentes, "não estaria em condições plenamente sóbrias". Este, visivelmente alterado, começou a discutir com elementos da patrulha da GNR e, depois de se ter recusado a retirar a viatura, avançou para a agressão e constantes injúrias à GNR.

O indivíduo acabou detido, isto depois de comparecerem na ocorrência mais quatro carros de patrulha, incluindo o da GNR de Braga. "Passaram a toda a velocidade para o centro da vila. O trânsito até parou", confirmou Susana Morais, moradora numa das entradas da vila e que viu o aparato policial. Também o pai do indivíduo detido compareceu no local.

O homem será agora presente ao juiz do Ministério Público do Tribunal da Comarca Judicial de Vila Verde. Segundo a GNR, o homem, com residência em Vila Verde, está acusado de dois crimes: um crime de ofensas corporais e outro por injúrias. #Justiça