A ourivesaria “Apuliense”, situada na Avenida da Praia no centro da vila de Apúlia, concelho de Esposende, foi assaltada na madrugada desta terça-feira. Dois homens, encapuzados, levaram cerca de cinco minutos para fazer desaparecer mais de 17 mil euros em ouro. O #Crime aconteceu numa que é das principais artérias da vila. Nas imagens de video-vigilância da ourivesaria, o relógio marca 03:15 horas quando são avistados dois encapuzados a espreitar pela entrada principal da loja. 

“Daí a uns momentos é possível começar a ver sombras numa das janelas laterais da loja”, contou à Blasting News Vera Martins, gerente da ourivesaria “Apuliense”. Tudo leva a crer que os larápios devem ter decifrado o código das barras de proteção, que quando a loja encerra são fechadas através do acionamento de um comando à distância. “Eles devem ter andado por aqui para detetar o código. Não há qualquer sinal de arrombamento. Esse foi o método, com quase a certeza absoluta”, está convicta Vera Martins.

Depois deste passo, os ladrões, e através de marreta, executaram vários golpes até quebrar o vidro. “Uma vizinha ouviu as pancadas e o alarme também disparou”, referiu a gerente. Pelo meio ainda há uma carro que passa, cuja a presença é visível nas imagens de vídeo. Mas aqui os larápios escondem-se para não serem detetados.

Segundo Vera Martins, foi levado o conteúdo de toda a montra. “Uma montra preparada para o Dia da Mãe e que continha apenas objetos em ouro. Os prejuízos são elevados”, frisou a jovem gerente, confirmando que os danos ultrapassam os 17 mil euros.

Esta não é a primeira vez que a loja é assaltada. “Já registamos aqui três assaltos. O último dos quais no ano de 2013. Sempre da mesma forma, mas aí não tínhamos este método de correr as montras. Mesmo assim eles conseguiram entrar. Têm que ser gente profissional nisto”, disse à Blasting News, por entre lamentos, Vera Martins.

Também nesta noite, mas na cidade de Esposende, uma mercearia foi assaltada. "Levaram chocolates", contou fonte do comando da GNR de Esposende que está com os casos.