Vaga de assaltos tem deixado um rasto de prejuízos nos comerciantes e lojistas de Esposende. Esta madrugada de quarta-feira, 20 de maio, foi a vez de uma pequena loja de doces, que se dedica ao design de bolos. A "Doce Atelier", situada mesmo ao lado do centro escolar Correia de Oliveira, recebeu a visita dos larápios.

"À terceira vez foi de vez", diz Joana Branco, uma das gerentes da loja, um pequeno espaço onde se dá largas à imaginação nos doces, mas que nos próximos dias terá que parar para adquirir o material roubado. "O maior prejuízo foram os eletrodomésticos para a confeção dos bolos. Também levaram a nossa Bimby e batedeiras", refere Joana Branco.

Os ladrões já tinham estado no local por duas vezes, mas nunca conseguiram entrar. "Há 15 dias reparamos que a porta estava deslocada e dois dias depois também foi forçada com pé de cabra", conta Bibiana Oliveira, outra das gerentes. Após estas tentativas, esta última madrugada tiveram sucesso, pois, e ao que tudo indica, arranjaram um "especialista em caixilharia" para estroncar a porta de entrada. "Depois rebentaram com o alarme para parar de tocar", explica Bibiana Oliveira.

O assalto terá sido muito rápido, pois os ladrões sabiam ao que vinham. "Foram diretos a este material e levaram a caixa que tinha uma quantia a rondar os 50 euros", dizem as gerentes, que quando chegaram de manhã à loja deram com o local "violado".

Neste pequeno quarteirão, que ronda a Rua Doutor Henrique Barros Lima mesmo no centro da cidade, são vários os registos de assaltos. Num restaurante mesmo em frente à loja, "O Pescador", o dono minimizou os prejuízos dos assaltos abdicando da máquina de tabaco. Na galeria comercial ali existente há quem invista em gradeamento para evitar a entrada dos amigos do alheio. "Nós vamos reforçar a segurança. Vamos também colocar o alarme ligado diretamente às autoridades", refere Joana Branco, que aponta neste assalto 1500 euros de prejuízos.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) de Esposende foi chamada ao local, assim como o Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Barcelos para as habituais diligências neste tipo de casos. #Crime