O rebentamento de um pneu num camião TIR, ao início desta tarde de quarta-feira na A28 em Esposende, provocou um incêndio no reboque, levando à destruição deste e à propagação das chamas para uma zona de floresta. A auto-estrada, no sentido Viana do Castelo / Póvoa de Varzim, esteve parcialmente cortada ao trânsito. A situação não provocou danos humanos, mas teve elevados prejuízos materiais. Eduardo Duarte, motorista do camião de transporte de inertes, não ganhou para o susto. “Apercebi-me que um dos pneus traseiros rebentou. Este começou a arder e originou um fogo que acabou por alastrar aos outros seis pneus. Ainda tentei com os extintores, e foram vários, controlar a situação, mas foi impossível”, conta Eduardo Duarte, que vinha com o atrelado vazio. “Habitualmente transporto areia”, disse.

“De imediato liguei para o número de emergência 112, mas os operadores disseram que não era com eles e mandaram-me ligar para o concessionário da auto-estrada. Assim o fiz, mas já não havia nada a fazer. As chamas eram grandes e a cisterna estava tomada pelas chamas. Consegui ainda tirar o trator do camião. Arrisquei, mas consegui”, contou o motorista.

Os Bombeiros Voluntários de Esposende, e depois do alerta perto da uma da tarde, fizeram deslocar para o local dois veículos pesados, um de combate às chamas e outro de cisterna. “Num total de oito elementos. Ainda tivemos que conter um incêndio florestal que foi causado pelas chamas vindas da cisterna do camião”, frisou Carlos Alves, segundo comandante da corporação dos Bombeiros de Esposende. 

Uma pequena extensão de floresta e mato ficou reduzida a cinzas, assim como o reboque, no qual era visível um grande rombo provocado pelas chamas. “Está aqui um prejuízo grande. Não sei o que originou o rebentamento do pneu”, acrescentou à Blasting News Eduardo Duarte. A Brigada de Trânsito da Guarda Nacional Republicana do comando de Viana do Castelo dirigiu-se para o local, assim como a concessionária da auto-estrada, e cortou uma das vias para se proceder ao socorro em segurança. 

Falámos com o condutor e com os bombeiros no local. Clique aqui para ver o vídeo.

#Acidente Rodoviário