Um acidente grave provocou, esta tarde de domingo, 3 de maio, oito feridos na Estrada Nacional (EN) 103, que liga Braga a Chaves, na freguesia de Serzedelo, concelho da Póvoa de Lanhoso. Entre os feridos estão quatro menores. Ao que tudo indica, e segundo dados da Guarda Nacional Republicana local, um despiste seguido de choque frontal estará na origem do sinistro rodoviário.

Com alerta pouco depois das 17:15 horas, o acidente aconteceu antes da conhecida reta da Igreja Nova de Serzedelo (frente às Novisantos). Um dos carros envolvidos, onde seguia uma das famílias sinistradas, terá entrado em despiste. "Havia detritos na estrada e o piso estava muito molhado", indicou Fernando Pereira, uma das primeiras pessoas a chegar ao local e que deu apoio às vítimas. "O carro terá derrapado e acabou por colidir num outro que seguia em sentido contrário", apontou.

Um dos carros, um monovolume, ficou lateralmente capotado em plena EN 103. De imediato, e face ao aparato do #Acidente Rodoviário, foram acionados vários meios de socorro via Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU), quatro ambulâncias dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, num total de oito elementos, assim como, da mesma corporação humanitária, uma viatura de desencarceramento.

Chegados ao local, e já com o apoio da Viatura Médica de Emergência e Reanimação sediada no Hospital de Braga, confirmou-se a existência de uma vítima encarcerada. No total registaram-se quatro feridos adultos e igual número de menores. "Estavam todos conscientes e cooperantes", indicou fonte dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso.

Todos os feridos, incluindo as crianças, foram transportados para o Hospital de Braga, onde começaram a dar entrada cerca das 18:15 horas. A Guarda Nacional Republicana do posto territorial da Póvoa de Lanhoso também esteve na zona do acidente, até porque o trânsito decorreu de forma alternada e houve a necessidade de escoar o tráfego acumulado na Estrada Nacional 103.

A tarde deste domingo foi de inúmeros acidentes nas estradas do Vale do Cávado e Homem. Na mesma via do acidente de Serzedelo, e ao final da tarde, registou-se outro despiste, mas também sem consequências graves.