Pânico nas praias de Esposende com o #Desaparecimento, durante quatro horas, de criança de sete anos de idade na Praia da Bonança, Vila de Fão, no concelho de Esposende, este domingo, dia 7. Meios da Polícia Marítima, assim como os Bombeiros Voluntários de Fão, Instituto de Socorro as Náufragos, e autoridades militares, nomeadamente a Guarda Nacional (GNR) de Esposende, foram deslocados para a margem sul do Rio Cávado.

O alerta foi dado pouco depois 11:30 horas, quando os pais, residentes no concelho de Alijó, distrito de Vila Real, deixaram de ver o filho. Tudo aconteceu na zona da Bonança, em Ofir na Vila de Fão, quando uma eventual distração, pois ao que indica o casal passeava um cão, terá precipitado a desorientação do menor que caminhou em direção ao Pinhal de Ofir.

Os pais, desconhecedores do local e ao descer ao areal, não conseguiram encontrar o menor. O pânico foi imediato. Apenas com a informação de que a criança vestia calção vermelho, as buscas foram feitas na zonas do pinhal de Ofir e nas praias da margem sul do Cávado.

Os Bombeiros Voluntários de Esposende chegaram a ser acionados, mas acabaram por ser desmobilizados depois de informação vinda da Vila de Apúlia, cinco quilómetros a sul, com a indicação que a criança foi encontrada "perdida", mas em perfeitas condições de saúde.

Segundo fonte das autoridades, esta caminhou pela praia desde Ofir até à zona balnear de Apúlia. As buscas foram suspensas e os pais não ganharam para o susto, que levou dezenas à praia e pinhal em busca do menino de Alijó.

Praias de Esposende invadidas por milhares

As altas temperaturas no interior norte do país levaram este fim-de-semana a uma "invasão" às Praias de Ofir, Bonança, Cedovém, Pedrinhas, Couve e Ramalha do lado sul do concelho de Esposende. A norte, Suava Mar e Cepães, ambas nas Marinhas, deram colorido diferente ao areal. Apesar da época balnear arrancar a 15 deste mês, as autoridades da GNR de Esposende e Polícia Marítima estão atentas e vigiam a zona, deixando concelhos úteis ao veraneantes.