Um novo acidente em Barcelos, na Estrada Nacional (EN) 306, fez duas vítimas. Um violento choque frontal entre duas viaturas ligeiras, um BMW e um Honda Civic, aconteceu pouco depois das 0 horas desta terça-feira na freguesia de Pereira, mesmo junto à Capela da Nossa Senhora da Guia. As vítimas, uma com 48 anos de idade e outra com 39, foram socorridas pelos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos. Fonte do hospital de Braga, que as recebeu, sublinha que “Inspiram cuidados e são feridos graves.”  

É mais um violento acidente nas estradas nacionais do concelho de Barcelos. Ao que tudo indica, pois a Guarda Nacional Republicana (GNR) do Posto Territorial de Barcelos ainda está a investigar, ambos os carros terão entrado na faixa de rodagem contrária, levando desta forma a um violento choque frontal. No local, os destroços espalharam-se ao longo de vários metros e no piso não havia sinais de travagem.

“Eu apenas ouvi um estrondo. Quando cheguei cá fora vi um cenário de destruição. Os condutores pareciam conscientes, mas estavam muito mal tratados. Não conseguiam sair dos carros”, relatou Maria Ferreira, que foi uma das primeiras pessoas a chegar ao local e alertar os bombeiros. #Acidente Rodoviário

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos (BVB), José Beleza, confirma que ambas as vítimas, condutoras dos carros, estavam encarceradas. “Uma situação grave e uma das vítimas estava em estado crítico”, referiu à Blasting News, indicando que o condutor do Honda era o que inspirava mais cuidados. Apesar de carecer de confirmação, crê-se que o condutor do Honda, José Ferreira, residente em Góios (Barcelos), seguia no carro sem o cinto de segurança colocado. Já José Menezes, que conduzia o BMW e regressava a casa em Pereira, inspirava menos cuidados, obrigando ainda assim ao desencarceramento para conseguir sair do veículo..

A EN 306 foi cortada ao trânsito por duas horas para os 25 elementos dos BVB prestarem socorro. Também a VMER de Barcelos esteve no local no apoio ao socorro, enquanto os militares da GNR de Barcelos deslocaram para o local várias patrulhas. Após estabilização, as vítimas foram transportadas para o Hospital de Braga.