Mais um violento choque frontal, entre três viaturas, aconteceu na Estrada Nacional 103-1. O acidente fez uma vítima mortal em Esposende, no nó de acesso à A28, esta tarde de domingo. Depois da tragédia na Ponte Nova de Barcelos com a morte de um homem de 37 anos, desta vez a vítima foi uma jovem de 23 anos, também residente em Barcelos, mas na freguesia de Bastuço São Estêvão. O acidente ainda fez mais cinco feridos, dois dos quais em estado grave.

A Guarda Nacional Republicana, através da Brigada de Trânsito (BT) e Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAV), ainda está a investigar o acidente, mas tudo leva a crer que o excesso de velocidade, associado a um provável despiste, terá provocado o choque frontal. O carro onde seguia a jovem de 23 anos circulava no sentido Barcelos / Esposende quando chocou com outros dois veículos, um que saía da A28 e que virava para o sentido Esposende / Barcelos (Renault), e outro - um jipe - que fazia a entrada na A28, rumo a Viana do Castelo.

"Vi o jipe que deu sinal para entrar e que arrancou. Do nada o estouro. Nem vi o carro a bater no meu, apenas o estrondo", diz Daniel Sá, que ficou sem a frente do Renault e que viu a namorada, que seguia ao lado, ficar ferida. Já o Opel, onde seguiam três jovens, e o Jipe, onde estava um casal, ficaram com as frentes dos carros completamente destruídas. Uma das jovens que seguia no Opel, e que estava no banco traseiro e alegadamente sem cinto de segurança, acabou por entrar em paragem cardiorrespiratória (PCR) tendo em conta a gravidade dos ferimentos. Apesar do socorro, a situação foi irreversível e a jovem acabou por falecer já no interior da ambulância do INEM.

Para o local foram deslocados mais de 30 elementos de socorro. Para além dos Bombeiros Voluntários de Esposende e de Fão, também estiveram duas ambulâncias da Cruz Vermelha Portuguesa, uma do Núcleo de Marinhas e outra de São Romão do Neiva. Também as VMER de Braga e Viana do Castelo foram chamadas para o apoio às operações. No terreno ainda esteve a viatura de desencarceramento dos Bombeiros de Fão. A GNR de Esposende, BT de Viana do Castelo e NICAV tomaram conta da ocorrência que cortou uma das vias da EN 103-1 durante três horas. #Acidente Rodoviário