Um jovem natural dos Açores teve uma atitude corajosa que lhe poderá custar muito cara. Aconteceu na última semana, mas o jovem continua internado no Hospital de Braga. O estudante universitário conseguiu evitar que a namorada fosse atropelada, mas não evitou magoar-se severamente. Com uma perna partida, aguarda agora uma cirurgia, mas ainda não sabe como vai pagar as despesas do Hospital.

Foi uma atitude de sacrifício mas também de amor e altruísmo. Aconteceu no passado dia 24 de Junho, dia de S. João, celebrado como feriado em Braga. Este jovem passeava pela cidade com a namorada quando o incidente se deu. À frente da superfície comercial Braga Parque, a jovem atreveu-se a atravessar a estrada num local sem passadeira. Sem tomar as devidas precauções, lançou-se e, de forma instintiva, foi travada pelo namorado.

O jovem conseguiu puxá-la para trás, novamente para a berma, evitando uma tragédia. No ímpeto, acabou por cair e fracturar uma perna. Na estrada, uma condutora forçou a travagem, evitando males maiores, como contou uma fonte à Blasting News.

Uma semana depois, o jovem continua internado no Hospital de Braga, onde foi prontamente assistido, e ainda aguarda por uma cirurgia, na ala de Ortopedia. A Blasting News conseguiu falar com uma fonte do Hospital de Braga, que informou sobre o estado do jovem estudante: "Ele está medicado, está bem. Aguarda os procedimentos normais, que passam por uma cirurgia, que deverá acontecer muito em breve".

Paralelamente ao sofrimento causado pelo acidente, o jovem pode ainda passar por mais dissabores. Este jovem deu entrada no Hospital de Braga, na sequência de um acidente automóvel. No entanto, a condutora alega que nem sequer lhe tocou, o que as perícias da investigação poderão confirmar, facilmente. A confirmar-se este cenário, o jovem não terá direito ao seguro por acidente automóvel e poderá ter que pagar todas as despesas hospitalares.

"Provavelmente, ele não terá direito a seguro nenhum, porque ele não foi atropelado, ele sofreu uma queda. Neste momento, ele está com medo de ter que pagar tudo", confirmou a referida fonte, do Hospital de Braga, à Blasting News. No entanto, a mesma fonte garante que nada disso está a atrasar o processo clínico do jovem: "Não, ele ainda não foi operado, mas não tem nada a ver com isso. Está tudo a decorrer dentro da normalidade. Esse processo é apenas burocrático, o que não interfere com o processo clínico". #Acidente Rodoviário