Fim-de-semana muito conturbado para as forças de segurança, no distrito de Braga. Em Fafe, Esposende e Póvoa de Lanhoso ocorreram episódios de #Violência contra forças policiais. O mais grave aconteceu em Arões de S. Romão, em Fafe, quando um homem se serviu de uma arma de fogo contra a autoridade policial. Um elemento da GNR teve de receber tratamento hospitalar, depois de ser atacado a murro pelo agressor. Todos os alegados agressores vão agora ser apresentados em Tribunal das respectivas comarcas, onde serão decididas as medidas de coacção.

O primeiro dos casos aconteceu na madrugada de sábado, dia 25. Em Arões de S. Romão, em Fafe, um jovem de 26 anos, alcoolizado, envolveu-se numa confusão com um grupo de amigos, à margem de um espaço de diversão nocturna. De uma discussão de amigos, gerou-se uma grande confusão, com o homem a deslocar-se a casa para buscar uma arma de fogo (uma caçadeira de canos cerrados), sendo necessária a presença da GNR de Fafe.

Quando os elementos desta força policial chegaram ao local, o homem não hesitou e terá apontado a arma e ameaçado de morte os militares da GNR. Um guarda ficou ferido, após ser atacado a murro pelo alegado agressor. Este homem já foi presente a Tribunal, e enquanto aguarda o desfecho do inquérito, ficou sujeito a apresentações periódicas, uma vez por semana, no posto da GNR de Fafe. A arma e os cinco cartuchos ficaram apreendidos, segundo informações do Correio da Manhã.

Os outros casos terão sido menos graves, mas obrigaram à detenção dos alegados agressores. Também em Fafe, mas em Estorãos, um homem terá sido detido por injúrias a um guarda da GNR. Em Fão, no concelho de Esposende, um jovem foi detido. O motivo foi uma tentativa de agressão a um militar da GNR, com arma proibida. Tudo aconteceu no exterior de uma espaço de diversão nocturna, quando um jovem terá tentado agredir um guarda com um bastão extensível, incorrendo em dois crimes. Além da tentativa de agressão, poderá ser julgado por ter uma arma proibida em sua posse.

Os outros dois casos aconteceram em Viatodos, concelho de Barcelos, e Brunhais, concelho da Póvoa de Lanhoso, quando dois homens terão resistido à ordem do militar da GNR. Foram ambos detidos por resistência e coacção sobre elemento da autoridade.

À excepção do jovem de Arões de S. Romão, que já foi presente a Tribunal e está já sujeito a medida de coacção (apresentações periódicas), os restantes alegados agressores serão apresentados a Juiz, nas respectivas comarcas, ainda durante esta terça-feira. #Polícia