Em Fafe, um homem de 57 anos foi detido após tentar matar a vizinha, de 67 anos, com uma enxada e uma foucinha. Ao longo dos anos, terão sido muitas as discussões, num caso de má vizinhança. As más relações ter-se-ão agravado quando o homem se fixou, em definitivo, em Fafe. E, em Maio último, o ex-emigrante terá mesmo tentado matar a vizinha. O Tribunal de Guimarães decretou, nesta terça-feira, prisão domiciliária, como medida de coacção, para o alegado agressor.   

O caso deu-se no passado mês de Maio. Agressor e vítima residem na freguesia de Golães (Fafe), tendo a mulher sido agredida à porta de casa. Depois de vários episódios de discussão, o homem terá atacado, pelas costas, a vítima que indefesa, padeceu com os golpes, segundo notícia avançada pelo Correio da Manhã.  

Motivos fúteis terão estado na origem do #Crime, o que sucede muitas vezes, em Portugal, entre vizinhos. Discussões sobre águas, passagens de terrenos e até animais domésticos são as principais causas de zangas na vizinhança, no nosso país. Em Golães, numa vila de características rurais, o homem serviu-se de instrumentos agrícolas para tentar assassinar a vizinha, com quem tinha manifestas divergências.

De enxada e foucinha nas mãos, este ex-emigrante terá agredido, de forma bárbara, a vizinha, que passou semanas a receber cuidados hospitalares, internada, como avança o Jornal de Notícias. Nesta terça-feira, o alegado autor das agressões foi ouvido no Tribunal de Guimarães, que lhe decretou uma das mais severas medidas de coacção. O homem está sujeito a prisão domiciliária, com pulseira electrónica, enquanto aguarda pelo julgamento.  

O alegado agressor está indiciado pelo crime de homicídio qualificado, na forma tentada, e poderá ser condenado a uma elevada pena de prisão. A seu favor, estará o depoimento da GNR de Fafe, que garante que o homem reconheceu a gravidade do seu acto e não abandonou o local do crime, até ao momento da sua detenção. Mais tarde, o caso foi encaminhado para a Polícia Judiciária de Braga.   #Justiça #Violência