Dois cidadãos com residência em Braga foram apanhados, ao final desta madrugada de sexta-feira, dia 31, na cidade de Barcelos após furto de loja de roupa clássica para homem. Já apelidados por “ladrões jet-set”, os ladrões dedicavam-se ao roubo de peças de vestuário de luxo, mas desta feita o assalto correu mal. Os larápios foram detetados por jovens “da noite” que chamaram a PSP.

No total, e segundo fonte da Polícia de Segurança Pública de Barcelos, estão em causa peças que ascendem aos 12.420 euros. Tudo aconteceu perto das 05:30 horas desta madrugada de sexta-feira. Munidos de carrinha, os larápios entraram na Rua Dom António Barroso, artéria pedonal e situada mesmo ao lado da Torre Medieval de Barcelos, no casco velho da cidade.

Com recurso a marretas, destruíram o vidro duplo da montra. “Entraram por aí e começaram a pegar logo em vários artigos de luxo”, conta Avelino Dias, proprietário das lojas, precisamente, “Avelino Dias”, estabelecimento comercial que se dedica ao vestuário para homem de alta gama.

Os ladrões, com 48 anos e 19 anos de idade, atuaram com alguma rapidez. “Saíram da montra e entraram num carrinha”, conta Avelino Dias. A zona é espaço habitual, principalmente ao fim de semana, da movida barcelense. Os ladrões acabaram por ser vistos por jovens que gozavam as últimas horas da noite.

E é aqui que começa a fuga por vários concelhos, em plena zona do centro histórico. “A PSP de imediato moveu-lhes perseguição, tendo sido intersetados na Rua Duques de Bragança, ainda na posse das várias peças de vestuário furtadas, no valor de 12.420,60 euros”, indica em comunicado à Blasting News o gabinete de relações públicas do Comando Distrital da PSP de Braga.

O material foi todo apreendido, bem como a marreta de cinco quilogramas que foi, alegadamente, utilizada para o arrombamento da montra da “Avelino Dias”. Também a carrinha utilizada no furto foi apreendida.

Desgastado, Avelino Dias acaba por revelar que este foi o segundo assalto em Esposende neste ano de 2015. “Mas aí conseguiram fugir com o material todo. É preciso mais vigilância nesta zona. Sei que a PSP faz o que pode, mas estas situações precisam de medidas mais severas”, indicou o proprietário da loja de artigos para homem de alta gama.

A dupla está referenciada por diversos crimes do género e foram presentes nos Serviços do Ministério Público junto do Tribunal de Barcelos. #Crime