Um jovem do Instituto Profissional do Terço morreu afogado ontem à tarde, em Braga, depois de ter tentado "resgatar" uma bola de futebol do Rio Cávado na Praia Fluvial de Adaúfe. Tudo aconteceu à frente dos monitores do grupo de 10 jovens, incluindo o irmão, da instituição que tinha aproveitado o dia para desfrutar de uma tarde diferente. #Bombeiros das Taipas e Famalicenses resgataram o corpo já perto das 17 horas.

Pedro Manuel Arado, juntamente com amigos, encontravam-se a jogar à bola no local. Com o tempo de chuva e frio, ninguém estava na água. No entanto a bola com que se divertiam foi parar ao rio. Pedro e o amigo mergulharam em busca da bola.

No entanto, e pouco tempo depois, Pedro começou a pedir socorro, sentindo-se em perigo. Entretanto este acaba por desaparecer nas águas do Rio Cávado frente aos amigos, ao irmão e aos monitores do grupo do "Terço".

Apesar da praia ser vigiada por dois nadadores salvadores, o presidente da junta da freguesia de Adaúfe garante que "o jovem ultrapassou as bóias de limitação da zona segura". "Os nadadores salvadores têm todos os meios para socorrer as vítimas. O que não podemos salvaguardar é o incumprimento das regras", disse o presidente da junta, frisando, mais uma vez, que a praia tem "todas as condições de segurança". "É inclusive uma praia com bandeira acessível", destacou.

Segundo José Rodrigues, frequentador da praia, "há mais de dez anos que não acontecia uma tragédia". "Há por vezes uns sustos, mas longe de mim pensar que num dia como o de hoje, com chuva e frio, fosse acontecer isto. É lamentável um jovem ir assim", disse, enquanto os bombeiros resgatavam o corpo do jovem.

Outro facto que causou estranheza em algumas pessoas foi o facto de, no socorro, terem estado Bombeiros das Taipas (Guimarães) e Famalicenses (Vila Nova de Famalicão) quando em Braga existem duas corporações, Sapadores de Braga e Bombeiros Voluntários de Braga, no ativo.

Segundo o comandante da Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga, João Felgueiras, o equipamento existente no quartel "não está certificado". Já nos Voluntários de Braga "não há equipa de mergulho ativa".

O corpo do jovem foi transportado para o Instituto de Medicina Legal do Hospital de Braga. Da instituição do Terço, ninguém quis prestar declarações. Ainda este mês cinco jovens foram salvos de morrerem afogados em praia de Esposende. #Afogamento