Um indivíduo de 32 anos de idade, desempregado e residente no concelho de Fafe, foi detido ontem, dia 2, ao final do dia, após ter sido detetado a furtar metais não preciosos no interior de uma unidade fabril abandonada em Vila de Ponte, concelho de Guimarães. Segundo o Comando Territorial de Braga da Guarda Nacional Republicana (GNR), para além dos objetos roubados, o indivíduo estava ainda com uma viatura roubada.

A ocorrência teve como local o Parque Industrial de Ponte e surgiu após denúncia efetuada para o Posto Territorial da GNR de Guimarães. De imediato os militares deslocaram para o local vários meios, mas, numa fase inicial, não detetaram nada. No entanto a presença no local de uma viatura ligeira mista "Citroen" levantava várias suspeitas.

Viatura roubada e homem no armário

Após a primeira diligência, verificou-se que a viatura tinha sido roubada em São Martinho de Sande (Guimarães). Enquanto isto, no interior do edifício industrial abandonado, o indivíduo não conseguiu escapar da fábrica e optou por esconder-se. A esperança de não ser detetado desvaneceu-se.

A GNR de Guimarães decidiu efetuar buscas no interior da antiga fábrica e acabou por detetar o larápio escondido dentro de um armário. Este não ofereceu resistência na hora da detenção.

Ordem de captura

O homem estava referenciado pelas autoridades e tinha mesmo ordem judicial para cumprir pena de 17 meses. "Após diligências no sentido de melhor apurar os factos, averiguou-se a existência para cumprimento de um mandado de detenção relativo ao detido, para condução ao estabelecimento prisional de Guimarães, a fim de cumprir pena efetiva de 17 meses, emanada pelo Tribunal Judicial de Fafe", confirmou a GNR.

GNR procura "comparsas"

O detido acabou por ser conduzido às instalações do Posto da GNR de Guimarães. "Cumpriram-se as formalidades legais e de seguida foi conduzido ao estabelecimento prisional de Guimarães para cumprimento da pena referida", indicou a GNR, acrescentando que ainda continuam diligências "no sentido de apurar as identidades de outros suspeitos que também participaram na prática dos crimes mencionados". #Crime #Polícia