Os projetos na área das energias renováveis referentes à produção de energia fotovoltaica e aproveitamento hídrico do Rio Este são algumas das iniciativas da Cooperativa Elétrica do Vale d'Este (CEVE). A revelação foi avançada durante a visita do presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, à cooperativa, no âmbito do Roteiro Famalicão Made IN. Estão em marcha vários projetos a executar já a partir de 2016, em que se incluirá a instalação de mini-hídricas no Rio Este.

Na ocasião, Luís Macedo, presidente da direção da CEVE, adiantou ao jornal Opinião Pública: “Já fizemos estudos de avaliação técnica e económica relativamente a sete sítios, agora temos que negociar com os privados, os donos dos açudes e dos moinhos, para saber se estão interessados em negociar connosco”, referiu o responsável.

Há todo um trabalho a desenvolver no próximo ano junto dos proprietários para que as iniciativas se concretizem e também existe do lado do CEVE vontade em investir. O ambiente faz parte das preocupações da cooperativa e, nesse sentido, já a partir de janeiro irão dar andamento a outros projetos. É o caso do estímulo e mobilidade elétrica, em que são utilizadas as chamadas lambretas elétricas, e ainda um outro de eficiência energética que permitirá aos clientes do CEVE saberem a melhor forma de pouparem energia e de diminuir os consumos. A introdução deste novo sistema permitirá em termos práticos aos habitantes de nove freguesias do concelho de Famalicão poderem no futuro dispor de um contador inteligente de eletricidade, que permitirá fazer a leitura imediata do consumo de vários equipamentos/eletrodomésticos.

A CEVE foi criada em 1930. Atualmente o seu objetivo é distribuir a energia elétrica em baixa tensão e a sua área de concessão abrange 6.000 hectares, onde se incluem as freguesias rurais dos concelhos de Barcelos e Famalicão. Trata-se de uma microempresa que atua num mercado onde estão operadores poderosos e agressivos. No entanto, os responsáveis da CEVE estão conscientes desses desafios e prometem um serviço de qualidade e não descurarem os avanços tecnológicos. As chamadas “passadeiras seguras” foram outra iniciativa desta empresa. O projeto teve o seu início em 2014 e já tem uma forte implantação na sua área de influência. O trabalho passa por instalarem um poste especial com leds que assinala a presença da passadeira e ilumina em toda a sua extensão, minimizando o risco de atropelamentos.

A parceria entre a CEVE e a Câmara de Famalicão já dura há 85 anos, cobrindo as freguesias Cavalões, Arnoso Santa Eulália, Mouquim, Nine, Louro, Lemenhe, Jesufrei, Gondifelos e Outiz, beneficiando um total de 9 mil famílias. A autarquia famalicense e esta empresa formalizaram um contrato de concessão para distribuição de energia elétrica por mais 20 anos. Neste momento emprega 27 colaboradores e tem ao seu serviço 11 viaturas. Em 2014 movimentou sete milhões de euros.      #Inovação #Ambiente