O Quarteto Contratempus irá apresentar no Auditório Municipal de Esposende o seu mais recente trabalho, a ópera “Os dilemas dietéticos de uma matrioska do meio”, apresentação que terá lugar hoje, dia 21 de Maio, pelas 21h30. O texto é um original de Mário João Alves, com encenação de Nuno Côrte Real e de António Durães. Este grupo de #Música contemporânea conta no elenco os músicos Teresa Nunes (Soprano), Job Tomé (Barítono), Crispim Luz (Clarinete), Susana Lima (Violoncelo) e Brenda Vidal Hermida (Piano).

Segundo fonte do grupo, a narrativa desta obra gira em torno da história de vida de Ludmila, uma jovem de ascendência russa que se transforma com a mudança de emprego da sua mãe. Ao mudar-se para casa de Anna Filosofova, onde a mãe irá servir, a sua vida transforma-se. Deixa uma pequena aldeia junto ao Mar Branco e muda-se para a grande cidade de S.Petersburgo. Aí irá tornar-se desde o primeiro dia na discípula predilecta da filantropa e feminista Filosofova. Uma história com componente cómica, desdramatizando a ideia geral que as óperas só tratam de assuntos próprios das grandes histórias clássicas. Depois de estreada a obra no #Teatro Municipal do Campo Alegre, no Porto, e de ter viajado até ao Brasil, o grupo volta à digressão nacional apresentando-se na cidade natal de um dos elementos mais proeminentes, Esposende, cidade de origem da Soprano Teresa Nunes.

Tem esta obra, diferente de outras apresentadas, o condão estabelecer parcerias com os grupos de teatro residentes nas localidades por onde se vai apresentando. Em Esposende esta parceria será feita com os grupos de teatros que foram florescendo em virtude da iniciativa CREARTE, iniciativa municipal destinada ao fomento da arte teatral, no crescimento da arte teatral para e com o público de Esposende.

Assim, em Esposende intervirão os grupos: GATA, GARFO, GARTEC, JUM e Forjães, em cena com os seguintes actores e figurantes: Anabela, Armando Solinho, Paulo Lima, Jorge Vale, Pedro Pereira, João Silva, Tiago Cepa, João Paulo Torres, Manuel Lemos e António Vale.

A digressão de apresentação desta obra irá continuar. Uma das próximas cidades a acolher este espectáculo protagonizado pelo quarteto Contratempus será Leiria, e a obra será integrada na programação do seu festival de música.

Outras datas de agenda a ter em conta são as seguintes:

  • Leiria, 11 Junho, 21h30, Teatro José Lúcio da Silva
  • Faro, 21 Outubro, 21h30, Teatro das Figuras
  • Viana do Castelo, 28 Outubro, 21h30, Teatro Sá de Miranda
  • Matosinhos, 18 Novembro, 21h30, Teatro Constantino Nery
  • Montemor-o-Novo, Outubro, Teatro Curvo Semedo
  • Viseu, apresentação de 2 espectáculos, data definir
  • Ponte de Lima, a definir

 Veja aqui o vídeo promocional da obra agora apresentada:

#Concertos