O mês de Junho de 2015 fez o céu brilhar mais ainda. Em causa está a aproximação dos planetas Vénus e Júpiter que durante todo o mês se foram juntando cada vez mais. Esta noite, última do mês, os dois planetas mais brilhantes do céu estarão relativamente próximos, podendo até ser confundidos como um único ponto de luz. Este fenómeno acontece com alguma frequência, e, apesar de não ser de grande importância, não deixa de ser belo de observá-lo.

Apesar de estarem a mais de 600 milhões de quilómetros de distância, o deus dos deuses e a deusa do amor, Júpiter e Vénus, têm desde 20 de Junho ficado cada vez mais próximos, sendo que esta noite serão vistos quase como um único ponto. Este acontecimento será visível a partir da Terra, e a olho nu, assim que o sol se ponha, sendo que a sua luminosidade se destacará de imediato, ainda antes de aparecerem as primeiras estrelas.

Esta aproximação entre os dois planetas, a que os astrónomos dão o nome de conjunção, volta a acontecer em Agosto do próximo ano. Porém, esta noite não poderá perder a proximidade entre estes dois planetas, que será menor do que o diâmetro do nosso satélite.

Poderá observar o fenómeno a olho nu, parecendo que ambos os planetas estão demasiadamente próximos, mas caso queira obter uma melhor percepção deverá então recorrer ao uso de um telescópio ou binóculo, comprovando assim que ainda há uma distância significativa que os separa.

Assim quando o sol se começar a pôr deverá olhar para oeste, e a luminosidade no céu permitir-lhe-á reconhecer de imediato Vénus, planeta mais brilhante, sendo que Júpiter se encontra um pouco mais acima e à direita do anterior. Hoje, 30 de Junho, será o pico máximo desta aproximação, sendo que na primeira semana do mês seguinte os dois planetas começam novamente a distanciar-se.

Para os amantes de astronomia fique a saber que no próximo dia 18 de Julho, depois de o sol se pôr, os planetas Vénus, Júpiter, a Lua e a Estrela Regulus irão formar uma admirável configuração no firmamento em forma de cruz. #Natureza #Curiosidades