Atlântida é um dos mistérios mais fascinantes da #História. Foi referida pela primeira vez por Platão, no entanto, até hoje os historiadores tentam descobrir se Atlântida é um mito, ou se foi realidade e, se realmente existiu, onde se localizava. Cuevas, um cientista espanhol, afirma ter descoberto um território que pode ser Atlântida. Será mesmo? 

Com base nas alegações de Platão, Cuevas decidiu analisar a Andaluzia (em Espanha), mais concretamente o Parque Nacional de Doñana. O investigador explicou à TSF que as várias fotos que foram tiradas ao local indicam "a existência de diversas estruturas construídas pelo homem e que formariam uma grande cidade antiga".

Cuevas não garante que esta descoberta seja Atlântida, no entanto não tem dúvidas em explicar à TSF "que a evidência trazida pelas fotografias é bastante clara. Estamos diante de uma sociedade antiga e desconhecida, que talvez habitasse os nossos pensamentos apenas como um mito".

As teorias do desaparecimento de Atlântida

Existem várias teorias que tentam explicar o hipotético desaparecimento de Atlântida. Entre as várias hipóteses lançadas, contamos duas. Segundo o site Observador, "conta a lenda que a ilha foi engolida pelo Oceano Atlântico, enterrando no mar os seus habitantes e pertences: um império abundante e fasto que ninguém sabe onde se localizava".

O escritor Mark Adams, na sua obra “Meet me in Atlantis: My Obsessive Quest to Find the Sunken City”, diz que Atlântida ficava na costa de Marrocos e tem alguma ligação com a travessia do mar Vermelho, que é referida na Bíblia.

Outros possíveis lugares para a Atlântida 

Para além da já referida Andaluzia (Espanha) e de Marrocos, são apontados outros locais como possíveis pontos de localização de Atlântida, nomeadamente, Tartassos em Espanha, que parece ir ao encontro daquilo que é descrito por Platão; Malta (cujo aspeto foi alterado possivelmente devido a catástrofes naturais); Santorini (Grécia) que, segundo o site Observador, "tem evidências arqueológicas que realçam a hipótese desta localização. No centro da ilha grega existe mesmo um círculo com anéis em redor e um vulcão que deverá ter entrado em erupção em tempos ancestrais".

Segundo o Diário de Notícias,  Atlântida pode ter existido muito próximo dos Açores. Para esta suspeita contribui uma pirâmide que foi encontrada em 2013 no fundo do Oceano Atlântico: "A estrutura tem 60 metros de altura e 8000 m2 de base e o pescador desportivo que a descobriu admite ser um vestígio da Atlântida". #Curiosidades