2015 foi um ano marcado pela manifestação da elevada poluição a nível mundial, devido aos altos níveis de contaminação do ar e da revelação de estudos comprovados, como o aumento acentuado da causa de morte por cancro, em 10 anos.

Aqui ficam algumas das descobertas do ano que passou:

Afinal, ter animais de estimação faz diminuir risco de desenvolver asma. Segundo o um estudo recente realizado na Suécia, crianças que estejam expostas ao contacto com animais, reduzem em 13% o risco de desenvolver asma durante a infância;

O ser humano possui uma ‘nuvem’ que contém milhões de bactérias e micróbios provenientes do seu próprio organismo. Um estudo publicado na revista PeerJ revela que cada pessoa tem a sua própria nuvem de micróbios. Ttrata-se de uma junção de micróbios individuais que permanecem com a pessoa envolvendo todo o corpo.

Os elefantes possuem defesas próprias e aprimoradas contra o cancro e que são capazes de evitar a formação de tumores. Os elefantes africanos têm cerca de 40 cópias do gene que codifica a proteína p53, que inibe a formação de tumores. Já os humanos possuem apenas duas cópias.

Existem parasitas cancerígenos que crescem nos órgãos humanos. O Centro de Controlo de Doenças dos Estados Unidos descobriu, depois de uma biópsia a um homem de 51 anos que morreu com aparente doença cancerígena, as células cancerígenas tinham sido provocadas por um parasita que se comportava de forma incomum.

O corpo humano possui um ‘calendário químico.’ De acordo com um estudo da universidade de Manchester, o corpo humano possui ainda um calendário químico, que muda tal e qual como acontecesse com as estações do ano.

Homens devem começar a congelar o esperma após idade adulta. Isto deve-se à maior probabilidade de serem pais muito tarde.

A carne processada é um dos dez principais causadores de cancro. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a carne vermelha é um potencial causador da doença, assim como os enchidos e tudo o que inclua um elevado processamento. O consumo de carne processada aumenta o risco de cancro colo-retal (intestino) em 18%.

Margarina foi classificada como gordura não saudável. Mas existem outras que não fazem assim tão mal à saúde. Assim como a carne processada, existem gorduras repletas de aditivos, corantes e conservantes para aumentar a validade, contendo assim altos níveis do aparecimento de cancro.

Os dispositivos móveis prejudicam a qualidade de sono. Para além do exercício físico e da #Alimentação, é necessária uma boa noite de sono para se manter em forma. Segundo o Huffington Post, a luz dos dispositivos afeta a qualidade do sono e não só, a atividade emocional também.

A comida picante pode estar na lista das comidas saudáveis. Um estudo realizado na China revela que indivíduos que comiam alimentos picantes entre seis a sete vezes por semana viam reduzido em 14% o risco de morte prematura, aumentando assim a longevidade.

2015 foi um ano de descobertas importantes e revelações da ciência que nos ajudam a entender melhor como reduzir os riscos de cancro e outras doenças que afetam cada vez mais a saúde de todos. #Natureza