Em 22 de novembro de 2014, o terceiro álbum da banda Pearl Jam, o primeiro álbum experimental do grupo, completou 20 anos sobre a data do seu lançamento. O álbum Vitalogy, que sucedeu o magnífico álbum de estreia Ten (1991) e ao segundo álbum, Vs (1993), que ficou em primeiro lugar nos tops de sete países, alcançou um sucesso que nem os membros da banda esperavam. Não era segredo para nenhum fã da banda que eles nunca gostaram muito de ser #Famosos. Porém, o terceiro álbum dos Pearl Jam alcançou marcas que demoraram muito a ser batidas, mais exatamente duas décadas.

O álbum foi inicialmente lançado em vinil, seguido pelo lançamento em CD e em cassete, duas semanas depois, a 6 de dezembro de 1994.

Publicidade
Publicidade

O LP de Vitalogy vendeu 34 mil cópias na primeira semana do lançamento e bateu o recorde de vinil mais vendido numa semana desde que que a SoundScan começou a fazer o registo das vendas, em 1991.

Muitas bandas de sucesso surgiram depois de 1994, e outros álbuns da própria banda Pearl Jam, lançados posteriormente, continham mais hits de sucesso do que Vitalogy, mas mesmo assim este álbum conseguiu manter o recorde de LP mais vendido numa semana … até agora. Os vinte anos do recorde foram quebrados pelo álbum Lazaretto, de Jack White, lançado em 10 de junho de 2014. Lazaretto atingiu a incrível marca de 38 mil LPs vendidos na primeira semana, tendo vários atrativos que podem explicar o sucesso. O LP conta com músicas escondidas, grooves secretos e hologramas que se materializam quando o disco está a tocar.

Publicidade

Portanto, a quebra do recorde é um tanto quanto justificável, tendo em vista que um cantor famoso, misterioso e cheio de fãs conseguiu lançar um vinil cheio de novidades numa época em que o vinil está de novo na moda.

O álbum Vitalogy, apesar de não conter tantos hits como o álbum Ten, por exemplo, contém músicas muito importantes pra história da banda e músicas que ainda são tocadas em várias digressões. Por exemplo, Not For You, que nos lembra de uma certa recusa da fama, Spin The Black Circle, que pode ter surpreendido os fãs pela agressividade, mas que ganhou muitos prémios, e Better Man, que não é esquecida em nenhum concerto e que é uma das músicas mais emocionantes da banda. #Música