Os cinemas estão repletos de #Filmes polémicos. Às vezes pelas cenas de sexo, de violência, de teor religioso... Desde que o cinema surgiu, existem espectadores ofendidos com algumas histórias, tentando proibi-las ou exigir a retirada de determinadas cenas. Isso ocorre pelo menos desde 1915, quando O Nascimento de uma Nação foi proibido em várias cidades americanas por ser considerado racista. O caso mais recente e famoso de censura, foi o filme A Entrevista, com James Franco e Seth Rogen nos principais papéis. Conheça agora esse e mais 4 casos de filmes proibidos ou censurados.

1. A Entrevista (2014)

Um apresentador de televisão - James Franco - e seu produtor - Seth Rogen - são convidados a entrevistar o ditador norte-coreano Kim Jong-Un.

Publicidade
Publicidade

Consciente da oportunidade de entrar no país, o governo americano decide convocar a dupla para assassinar o líder norte-coreano. O filme acabou cancelado pela produtora Sony Pictures em todo o mundo, Isso se deveu ao facto de Jong-Un ter respondido com ameaças, e depois hackers - muito provavelmente norte-coreanos - fizeram um grande ataque informátio à Sony. Após declaração do presidente Barack Obama o filme está sendo exibido em poucas salas de cinema, mas com muito sucesso na internet.

2. Noé (2014)

O diretor do filme conseguiu despertar polémica com mudanças na história de Noé, ao apresentar o protagonista como "um ambientalista" ao invés de líder religioso, enquanto o ator Russel Crowe, que interpretou Noé, repetia que o personagem não era um homem necessariamente bom. Além disso, o fato de escolher apenas atores brancos para os papéis principais também suscitou comentários de racismo.

Publicidade

O filme foi banido em vários países, principalmente naqueles em que representações de profetas são proibidas, como a Indonésia, Arábia Saudita, Qatar, Malásia e Bahrein. Mesmo a China recusou-se a mostrar o filme em salas.

3. A Centopeia Humana 2 (2011)

O primeiro A Centopeia Humana (2009) já tinha surpreendido pelas cenas fortes e nojentas. Porém, a sequência procurou ser ainda mais forte. A produção foi banida na Austrália e no Reino Unido. Nos Estados Unidos, a exibição ocorreu em circuito muito restrito, somente em sessões à meia-noite. Como ferramenta de marketing, os distribuidores ofereceram sacos de vómito ao público.

4. A Última Tentação de Cristo (1988)

O diretor do filme, Martin Scorsese, despertou críticas com esta re-leitura da história de Jesus, mostrando-o, desfrutando de prazeres sexuais com Maria Madalena e até mostrando o personagem duvidando de sua fé. Nos Estados Unidos, dezenas de grupos religiosos conseguiram proibir a exibição do filme em parte do país.

Publicidade

No resto do mundo, as polémicas foram ainda maiores: grupos religiosos radicais jogaram cocktails molotov dentro de cinemas franceses, e organizaram protestos violentos no México, Argentina e Chile, onde o filme foi proibido. Em países que frequentemente praticam a censura por motivos religiosos, como Filipinas e Singapura, o filme A Última Tentação de Cristo é proibido até hoje.

5. O Massacre da Serra Elétrica (1974)

O trailer desse filme de terror dizia "baseado em fatos reais!". Hoje, vários filmes usam a mesma propaganda enganosa; porém, na época o público acreditou na história, embora a trama fictícia tenha pouca relação com a história real do serial killer Ed Gein. Também o fato do assassino usar uma máscara feita de pele humana não agradou a distribuidores de diversos países, como a Alemanha, Islândia, França, Reino Unido e Singapura, que proibiram o filme.  #Entretenimento