Foi ontem a cerimónia de inauguração da estátua que se ergueu na Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, em homenagem ao cantor e compositor brasileiro Tom Jobim. Esta cerimónia aconteceu neste dia para assinalar a data da sua morte. Foi a 8 de Dezembro de 1994 que Tom Jobim faleceu, em Nova Iorque, onde lutava contra um cancro. A morte terá ocorrido devido a uma paragem cardíaca.

A escultora Christina Motta, autora da obra que a partir de agora marcará a presença deste grande artista brasileiro na cidade maravilhosa, diz que escolheu uma foto em que Tom Jobim estava ao lado de Vinicius, vindo de um concerto em Brasília, pois quis retratar a imagem que Jobim tinha nos anos 60, no auge da sua carreira.

Publicidade
Publicidade

A família, que também esteve presente, aprovou a escolha da artista. O filho, Paulo Jobim, diz que a ideia de retratar o seu pai com a viola ao ombro é "linda, muito simpática", e que o local não podia ser mais significativo, pois Tom Jobim adorava estar naquela zona e até de ir pescar na praia. Já para a viúva do cantor, Ana Jobim, a imagem retrata bem o que ele era nos anos 60, e também aprovou a viola que diz ser uma marca dele, tal como o piano.

Tom Jobim foi cantor, maestro e um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos. Nas suas composições fez parte, tantas vezes, o Rio de Janeiro, em relatos e elogios maravilhosos àquela que era a sua cidade. Mas foi um artista cuja obra alcançou o Mundo! Fez sucesso nos Estados Unidos, onde em 1964 ganhou o Grammy de #Música do Ano com um dos seus mais famosos temas, "Garota de Ipanema", que compôs com Vinicius de Moraes, competindo com artistas de peso como Rolling Stones, Beatles e Elvis Presley.

Publicidade

Frank Sinatra quis cantar com ele depois de ouvir o seu trabalho e Tom Jobim regressou aos Estados Unidos em 1967 para gravar com ele o álbum "Francis Albert Sinatra & Antonio Carlos Jobim".

É inegável o legado que o músico brasileiro deixou no seu país e no Mundo, Assim como as influências que criou na música que ficaram para sempre. Esta é a homenagem justa ao cantor e compositor histórico que foi António Carlos Jobim.



#Entretenimento