Depois do regresso, em versão holograma, do falecido rapper Tupac Shakur no festival americano de Coachella em 2012, já existem planos para uma nova aparição do género. Ainda sem datas marcadas, o próximo candidato é o pianista americano Liberace. De acordo com a fundação criada em seu nome, uma projecção visual do artista - que morreu em 1987 - chegará aos palcos "em breve" para uma digressão mundial. O primeiro espectáculo deverá ter lugar em Las Vegas.

A Fundação Liberace, uma das participantes no projecto, garante que a versão holográfica do pianista terá a capacidade de dialogar e interagir com o público, tal como se fosse um músico de carne e osso. Em comunicado, o CEO da empresa que desenvolveu as projecções, Alki David, falou num "grande passo na evolução" desta tecnologia enquanto ferramenta de entretenimento. O líder da Hologram USA prometeu, inclusivamente, um conjunto de actuações realistas e repletas com o "charme e carisma do cantor".

Incluídos na iniciativa da digressão estão alguns elementos da equipa responsável pela apresentação ao vivo do holograma do artista Tupac Shakur há dois anos.

Publicidade
Publicidade

Sabe-se, ainda, que a Hologram USA terá tentado trazer aos palcos uma versão virtual de Amy Winehouse, falecida em 2011. A proposta, contudo, terá ficado em suspenso depois de os familiares da artista não terem autorizado a iniciativa. Para o futuro, no entanto, a empresa promete "uma gama de projectos de ressurreições de celebridades", em novo comunicado, que deverá ser apresentado no mês de Janeiro.

Recorde-se que, em Maio deste ano, uma projecção do malogrado Michael Jackson actuou no palco dos Billboard Music Awards tendo, inclusivamente, cantado e dançado um tema inédito do artista. Embora se tenha tornado recorrente descrever as performances visuais desenvolvidas pela empresa de Alki David como 'hologramas', o porta-voz já admitiu que os mecanismos utilizados para 'ressuscitar' os artistas não se podem qualificar exactamente como tal.

Publicidade

Trata-se, ao invés, de uma técnica muito antiga chamada "Pepper's Ghost", que também tem sido utilizada em meios como o teatro ou em locais de divertimentos, tais como casas assombradas. #Música