Michael Stipe, ex-vocalista da banda de culto R.E.M., afirmou este sábado, numa entrevista realizada pela CBS This Morning, que provavelmente voltará a cantar no futuro. O cantor considera que a sua voz melhorou à medida que foi envelhecendo e confessa que "ama a sua voz", revelando também o desejo de voltar aos palcos. Em 2011, após o término da banda que durou praticamente três décadas, Michael Stipe recusou a ideia de seguir uma carreira a solo. Segundo o músico, era necessário haver um afastamento temporário.

Contudo, actualmente, o cantor confessa que quando vai assistir a concertos lhe é difícil presenciar aquele momento, já que o palco faz-lhe pensar no quanto "gostaria de estar ali".

Publicidade
Publicidade

Apesar de se saber que Stipe não descarta a ideia de voltar a actuar, o cantor declarou não ter uma data definida para o fazer. Em entrevista à CBS This Morning garantiu, inclusive, que tal não será necessariamente "para breve". Já quanto a um possível regresso dos R.E.M., o cantor foi peremptório ao afirmar que isso não irá acontecer. "Adoro imenso aqueles tipos e tenho um respeito enorme por eles enquanto músicos e compositores de canções", começou por admitir Michael Stipe na entrevista. Mas a hipótese da reunificação não se levanta, já que o músico deixou claro que "detesta a nostalgia" e que não se considera "bom a olhar para trás".

Dos murmúrios à fama

Natural da Geórgia, Estados Unidos, Michael Stipe tornou-se uma das figuras mais emblemáticas da música pop/rock ao longo das últimas décadas.

Publicidade

Inicialmente, o cantor começou por chamar atenção nos meios alternativos e universitários da América do Norte devido às suas "letras confusamente opacas e entrega vocal notoriamente murmurada", tal como salienta Jason Ankeny, no site Allmusic. Embora tivesse sido inicialmente descrito como um vocalista tímido, o progredir da carreira dos R.E.M. levou-o a tornar-se porta-voz de toda uma série de preocupações sociais, ambientais e políticas que se tornaram recorrentes em muitas das sua letras e canções da banda. Para os mais distraídos, Michael Stipe é o autor da voz e das letras por detrás de êxitos como "Man on the moon", "Everybody hurts", "Losing my religion" ou "Imitation of life". #Entretenimento #Música