Um novo álbum de Morrissey pode estar para breve. Foi o próprio cantor britânico quem o admitiu, em recentes declarações à cadeia de rádio e televisão sérvia B92 que, entretanto, se propagaram por sites de fãs do artista e por diversos meios ligados à #Música. "Escrevemos um novo álbum e gostaríamos de o gravar em Fevereiro", foi a resposta de Morrissey, quando questionado sobre a existência de planos para um eventual novo disco. Caso a profecia do cantor se realize, este será o décimo primeiro álbum de originais da sua carreira a solo, chegando apenas um ano depois do seu mais recente trabalho, "World Peace is None of Your Business", lançado no passado mês de Julho.

Publicidade
Publicidade

Recorde-se que o ex-vocalista dos The Smiths se encontra actualmente a promover o seu último álbum, através de uma digressão pela Europa que incluiu uma paragem em Portugal (Coliseu de Lisboa), no passado dia 6 de Outubro. Até ao momento, porém, o cantor ainda não interpretou canções inéditas nos seus concertos que possam vir a figurar num futuro álbum.

Vegetarianismo, direitos dos animais e alguma controvérsia

Steven Patrick Morrissey, actualmente com 55 anos, tornou-se reconhecido no panorama da música britânica enquanto vocalista e letrista dos The Smiths, um dos grupos mais marcantes e aclamados no universo pop/rock dos anos 1980, graças a canções como "This Charming Man", "How Soon is Now?" ou "There is a Light that Never Goes Out". Após a dissolução da banda, em 1988, o cantor dedicou-se a um carreira a solo que se prolonga até aos dias de hoje, e que conta actualmente com dez álbuns de originais.

Publicidade

Considerado um dos melhores vocalistas da sua geração - e incluído na lista dos melhores cantores de sempre da revista de música Rolling Stone - Morrissey tornou-se igualmente conhecido pela sátira e controvérsia presentes em muitas das suas letras, bem como pelo ardor com que advoga - seja na música, seja em entrevistas - causas como o vegetarianismo e os direitos dos animais ou tece críticas à família real e às elites do poder britânicas. Ultimamente, o cantor tem sido notícia em diversas revistas e sites especializados em música devido ao cancelamento e adiamento de algumas datas da sua actual digressão, mas também pelo conflito que o afastou da sua anterior editora - Harvest Records - bem como por alguns rumores que surgiram nos últimos meses relativamente à sua saúde. #Entretenimento