O Projecto Troika, desenvolvido por oito fotojornalistas e um documentarista, foi apresentado ao público nos passados dias 12 e 13 de Dezembro, no Porto e em Lisboa. Este projecto reflecte a visão de Adriano Miranda, António Pedrosa, Bruno Simões Castanheira, José Carlos Carvalho, Lara Jacinto, Paulo Pimenta, Rodrigo Cabrita, Vasco Célio e Pedro Neves sobre a sociedade portuguesa contemporânea e resulta num livro e num filme que pretendem documentar o Portugal dos anos do resgate económico. Assim, estes dois suportes, juntamente com a plataforma online projectotroika.com, foram desenvolvidos com o objectivo de servirem de "memória colectiva" dos anos de austeridade.

Publicidade
Publicidade

Alguns dos fotógrafos intervenientes neste projecto já tinham levado a cabo um outro projecto colectivo, o 12.12.12, que juntou doze repórteres da imprensa nacional e internacional - Adriana Morais, Adriano Miranda, Duarte Sá, José António Rodrigues, José Carlos Carvalho, José Manuel Ribeiro, Lara Jacinto, Nuno Fox, Nuno Veiga, Ricardo Meireles, Rodrigo Cabrita e Vasco Célio - e cuja finalidade foi reproduzir um retrato social, económico e político do ano de 2012, que se mostrou especialmente difícil para os portugueses.

Diferentes olhares sobre uma mesma realidade

No presente trabalho, Projecto Troika, os fotógrafos e o realizador expõem nove novas reflexões sobre a forma como se têm vivido as consequências da crise no país. Enquanto Adriano Miranda explorou o tema "Os Despidos", através de uma colecção de retratos de nus, e demonstrou o quanto o povo português se tem encontrado despido sob várias formas, já José Carlos Carvalho, que começou por se dedicar ao tema "Os portugueses estão tristes" e que pretendia demonstrar a veracidade das palavras de Vítor Gaspar, ex-ministro das Finanças, quando disse "Vivemos hoje uma verdadeira e muito profunda depressão colectiva", viu o seu trabalho desviar-se na direcção dos rostos das pessoas que têm de recorrer a instituições de solidariedade social para recolher alimentos como única forma de sobreviverem às dificuldades económicas impostas por uma série de medidas de austeridade.

Publicidade

Assim, este trabalho é feito de diferentes olhares sobre uma mesma realidade, que repercutem a dimensão e amplitude do tema explorado e culminam num projecto que se faz registo de um pedaço de história a que todos, de perto ou de longe, temos assistido. Agora, também já pode ser adquirido em forma de livro e DVD nas lojas do jornal Público em Lisboa.