O novo filme de Clint Eastwood estreia em Portugal a 15 de Janeiro. Baseada numa história verídica sobre o militar norte-americano Chris Kyle, que foi enviado para o Iraque como atirador das forças especiais do exército (função em que matou mais de 150 pessoas), a realização desta longa-metragem foi recusada por Steven Spielberg. "Sniper Americano" é baseado numa autobiografia de Chris Kyle, considerado o maior atirador da história do exército americano, que morreu em Fevereiro de 2013, nos Estados Unidos, atingido por um veterano da Marinha. A história relata cenas de guerra no Iraque, mas entra de forma emocionante na vida pessoal de Kyle, mostrando flashbacks à sua infância, assim como o impacto que a sua atividade teve no seio familiar e as dificuldades que enfrentou nos regressos a casa.

Publicidade
Publicidade

Temido pelos inimigos e reconhecido como uma lenda por todos os soldados americanos, a única missão de Kyle era defender os companheiros. Depois de o Pentágono ter decidido não dar a conhecer a sua história, o próprio optou por escrever a sua autobiografia num livro intitulado "American Sniper: The Autobiography of the most lethal sniper in U.S. Military History".

Esta personagem é interpretada pelo ator Bradley Cooper, conhecido pela sua participação no filme "A Ressaca" e mais recentemente pelas nomeações para melhor ator principal e secundário com os #Filmes "Guia para um final feliz" e "Golpada Americana". Para Cooper, a tarefa ficou muito facilitada pelo contacto que teve com a esposa de Chris Kyle antes das gravações. Esta mostrou-lhe e-mails trocados entre o casal ao longo das quatro vezes que o militar esteve no Iraque.

Publicidade

"Ela abriu sua vida. Não tivemos que criar nada com nossa imaginação, literalmente nada. Tudo o que tivemos que fazer foi absorver o que ela nos deu", afirmou Cooper aos jornalistas na estreia do filme. Sem querer adiantar muito sobre "Sniper Americano" o ator acrescentou ainda que este "é um filme sobre o que um soldado como Chris tem que passar e sobre o dilema, a revolta e a relação com a família". #Entretenimento #Cinema