A exposição de fotografia "Um Dia na Terra", de Gonçalo Cadilhe, faz parte de um projecto fotográfico que pretende explicar o quotidiano do Planeta Azul do ponto de vista humano. Para além da exposição fotográfica de grande formato, existe ainda um livro que retrata e complementa a exposição. De momento, a exposição encontra-se na Casa da Cultura de Coimbra, localizada na Rua Pedro Monteiro e aí permanecerá até ao dia 4 de Fevereiro.

Cada fotografia é uma história capturada pela lente de Gonçalo Cadilhe ao longo de duas décadas de viagens por todo o mundo; são contadas as histórias de paisagens, de pessoas, de culturas diferentes da nossa, narradas numa harmonia de qualidade e que inspiram à reflexão.

Publicidade
Publicidade

Cada fotografia é acompanhada por uma legenda escrita pelo fotógrafo que incita a pensarmos além da imagem que nos é apresentada. Em "Um Dia na Terra" somos convidados a viajar pela manhã, tarde e noite do nosso Planeta.

A exposição é composta por cinquenta e seis fotografias, em vários formatos e são sempre identificados a data e o local onde foram capturadas. Na explicação conceptual da exposição, Gonçalo Cadilhe inventa uma abdução alienígena do qual só consegue escapar ao prometer aos extraterrestres uma colecção de fotografias do dia-a-dia do nosso planeta e dos seus habitantes.

Gonçalo Cadilhe nasceu em 1968, na Figueira da Foz. Depois de se ter aventurado pelo ramo da Gestão de Empresas, decidiu aventurar-se pelo mundo fora e começou a escrever viagens de forma profissional.

Publicidade

Tem já dez livros publicados, como Encontros Marcados ou Passagem para o Horizonte, e assinou três documentários de viagens para a RTP2.

Depois de Coimbra, a exposição (que já se encontra na cidade desde 10 de Janeiro) será transladada para a terra natal do escritor, Figueira da Foz, e poderá ser visitada no Centro de Artes e Espectáculos, de 14 de Fevereiro a 1 de Março.

Na Casa da Cultura de Coimbra, é possível adquirir o livro que complementa a exposição, com 136 páginas e cerca de duas centenas de fotografias. A entrada é gratuita.