Este poderá ser mais um ano muito produtivo para a #Música. Há quem tenha editado discos em 2014 e o vá fazer de novo este ano e há quem não os lance há algum tempo e faça crescer água na boca aos amantes da arte. Os Tame Impala, encabeçados pelo génio de Kevin Parker, são uma das bandas mais aclamadas da década. O trabalho de estreia, Innerspeaker, colocou-os nas bocas do mundo, mas foi Lonerism, de 2012, que os imortalizou. Canções como Elephant ou It Feels Like We Only Go Backwards são das melhores que temos ouvido e tornaram-se hinos do novo rock psicadélico. Ainda não há data de lançamento do novo trabalho, mas esperemos que não demore muito.

Publicidade
Publicidade

Formados em 1993, os Modest Mouse preparam-se para voltar aos discos oito anos depois de, em 2007, terem editado We Were Dead Before The Ship Even Sank. O lo-fi e o indie rock dos americanos conquistaram gerações. Quase vinte anos depois do primeiro registo, os Modest Mouse vão lançar Strangers To Ourselves dia 3 de Março através da editora Glacial Pace. Lampshades On Fire, o primeiro single, já roda nas rádios.

Um dos elementos dos Animal Collective, Noah Lennox, mais conhecido como Panda Bear, vai este ano lançar o seu quarto disco a solo, numa aventura que teve início em 2004. Agora pela Domino, chega-nos Panda Bear Meets The Grim Reapper. Pela segunda vez, Panda Bear mostra a sua paixão por Lisboa, cidade onde vive. Depois de Benfica, última faixa de Tomboy, o americano de 36 anos mostra-nos Príncipe Real, uma das músicas do novíssimo álbum a sair no dia 9 de Janeiro.

Publicidade

Aquela que é a mais consensual banda do mundo, os Radiohead, também está de regresso em 2015. King of Limbs, de 2011, vai ter sucessor mas ainda não há nome nem data de lançamento. Apesar do espaço de tempo, alguns dos elementos do grupo não têm parado. Thom Yorke lançou Tomorrow's Modern Boxes e esteve embrenhado no projecto Atoms For Peace, que lançou Amok em 2013, e Jonny Greenwood compôs a banda-sonora para o filme de Paul Thomas Anderson, Inherent Vice. O mundo aguarda com expectativa o que vão fazer estes senhores, autores de obras-primas como Ok Computer ou Kid A. #Entretenimento