A vinda ao nosso país por parte dos suecos Amon Amarth é sempre um acontecimento. A banda já goza de uma popularidade considerável, o que tem provocado nos últimos anos uma crescente procura e algumas salas esgotadas. Foi o que aconteceu no Paradise Garage, no passado dia 10 de Fevereiro, a primeira de duas datas no nosso país - sendo a segunda no Porto, no Hard Club. A acompanhar a banda na digressão de apoio ao seu último álbum, "Deceiver Of The Gods" (datado já de 2013 e lançado pela editora Metal Blade), têm andado os britânicos Savage Messiah e os norte-americanos Huntress. Vamos focar-nos primeiro no concerto dos Savage Messiah, a primeira banda a abrir as hostilidades na noite fria de Fevereiro.

A banda goza de um som fortíssimo em disco, e esse mesmo poder conseguiu sentir-se na sala lisboeta, fazendo com que o seu power/thrash metal soasse muito bem, algo que não é muito comum em bandas de abertura - infelizmente, nalguns casos, nem em bandas cabeças de cartaz.

Publicidade
Publicidade

Apesar de terem já três álbuns, a banda é praticamente desconhecida do público português, nesta que terá sido a sua estreia em palcos nacionais. O foco de todo o concerto esteve no último trabalho, de seu título "The Fateful Dark, a novidade que nos foi servida pela Earache Records e que apresentam o quarteto britânico como uma força a ter em conta.

Para os que tinham dúvidas ou nem sequer os conheciam, bastou a curta mas esmagadora actuação no Paradise Garage para ficarem automaticamente rendidos. A banda esteve irrepreensível, onde o tema título do último álbum foi um dos grandes pontos altos de toda a actuação e levou bem mais além a simples tarefa de aquecer e preparar o público para os cabeças de cartaz, Amon Amarth. A mistura que fazem entre o thrash e o power metal revelou-se uma fórmula vencedora que conquistou a plateia do Garage, plateia essa ávida pelo desembarque dos vikings.

Publicidade

A banda mostrou-se extremamente agradecida com a recepção por parte do nosso público e o público satisfeito, já que esta foi uma primeira parte de luxo. #Entretenimento #Música