Quem se lembrar do sucesso que foi a Bienal de Artes em Vila Nova de Cerveira, que viria depois a receber a legenda de "vila das artes", talvez não estranhe os efeitos positivos das atividades culturais em Coruche ou em Vizela. Na vila ribatejana há um Café como ponto central, tendo agora a Rádio como ajuda preciosa - enquanto em Vizela a dinamização começou exatamente pela Rádio. Ponto comum, a poesia dita, falada, conversada, de mãos dadas com a música. Em Coruche a legenda é "Um Poema na Vila", enquanto na cidade minhota tudo se desenvolveu à volta da "Hora da Poesia" - um programa radiofónico que já leva 3 anos de emissão, tantos quantos os da existência de Um Poema na Vila.

As iniciativas são concretas, têm expressão no terreno, mas contam igualmente com as chamadas novas "autoestradas da informação" - as conhecidas redes sociais, cada vez mais utilizadas, nomeadamente o Facebook.

Ana Freitas desafiou em Fevereiro de 2012 a proprietária do Café da Vila, Graça Mansidão, e a Poesia - hoje - passou de gesto quase informal a uma atividade quase obrigatória mensalmente. Ora no Café ora na Galeria do Mercado Municipal, pois a Câmara de Coruche é também um dos patrocinadores, a poesia vai congregando uma média de 70 pessoas por sessão, cada uma com um tema diferente. E à poesia foram-se juntando exposições de artes plásticas, nomeadamente quando a Lusofonia passou a ser uma viagem de sonho em Ana Freitas: "Pensei que, através da Poesia, ficaríamos todos a ganhar, ultrapassando preconceitos, conhecendo-nos melhor, a cultura de cada país, e a língua comum". E ali já se falou da Guiné-Bissau, de Angola, do Brasil, de Cabo Verde e - a 22 de Março - será a vez de Moçambique. Enquanto isso, há uma exposição itinerante alusiva à temática da Lusofonia, a qual já passou por 9 localidades, particularmente Mora, Lisboa, Caldas da Rainha e Santarém.

Nos seus 3 anos de vida, Um Poema na Vila já fez publicar 2 livros: A minha Rua e O Montado - Um lugar Poético. E no 3º aniversário o tema foi mesmo uma homenagem a José Saramago - Nobel da Literatura - com a presença de Pilar del Rio e de Miguel Real, tendo havido igualmente espaço para a Exposição 90 Anos José Saramago. Entretanto, as iniciativas de Um Poema Na Vila têm vindo a ser divulgadas nos últimos 4 meses pelas Rádios Locais RCA Ribatejo, de Almeirim, e RVS - Rádio Voz do Sorraia, de Coruche.

Precisamente, a Rádio Vizela deu origem ao movimento cultural naquela cidade minhota quando, em Setembro de 2011, a também Professora Conceição Lima concretizou o seu "sonho de sempre" - A Hora da Poesia! Diz que "Desde a adolescência sempre fui muito ligada à poesia e comecei a convencer-me que ler baixinho não chegava". Todas as quartas-feiras, às 21h00, Conceição Lima abre a sua Hora a convidados de todo o país, quer sejam consagrados quer estejam a começar a projetar-se no campo da Poesia. E de uma incógnita, no início, o programa está hoje perfeitamente consolidado. À sua volta decorre igualmente um sarau ao vivo, com o apoio da Fundação Jorge Antunes, em cada sexta-feira e sobre o convidado dessa semana. Música e Poesia de mãos dadas mobilizam dezenas de pessoas em cada sessão, sendo que, entretanto, o movimento se estendeu também às artes plásticas.

Parceiros nesta viagem, são desde há muito o Rotary Kids, de Vizela, e - mais recentemente - o Teatro dos Sonhos. Uma das últimas iniciativas girou à volta do tema "Casas de Portugal", ligando a Poesia à memória das vivências.