Quando se fala em Leonardo da Vinci, é comum associarmos o seu nome à pintura e, mais raramente, à escultura. Mas, na realidade, o seu legado é muito mais vasto. Contribuiu em várias áreas e é considerado um visionário multifacetado. Deixou-nos uma série de criações que ainda hoje marcam os nossos dias. Surpreenda-se com algumas das mais incríveis invenções de Da Vinci…

Leonardo da Vinci elaborou um projecto para um modelo de paraquedas. Este meio de transporte foi colocado em prática apenas no século XX. Porém, foi apenas a 25 de junho 2000, que o corajoso Adrian Nicholas decidiu reproduzir fielmente toda a ideia de Da Vinci. Contra todos os prognósticos da comunidade científica, Nicholas conseguiu sobrevoar os céus da África do Sul com sucesso!

Outra das impressionantes invenções foi um tanque de guerra, que tinha espaço para 8 pessoas e era composto por canhões. Dispunha de mecanismos que permitiam afastar as ofensivas feitas pelo opositor. Este plano inspirou a implementação de temíveis tanques para a Primeira Guerra Mundial.

Leonardo Da Vinci também dedicou o seu tempo às tecnologias marítimas. Os dispositivos para mergulhos são da sua autoria e executou, também, plantas para submarinos. Além disso, projetou aparelhos feitos de couro. Estes, de forma a flutuarem na superfície, tinham, entre outros elementos, um cinto. O traje integrava ainda uma bolsa para a qual o mergulhador poderia urinar.

Em 1967, na Biblioteca Nacional de Madrid, investigadores norte-americanos descobriram mais uma criação de Da Vinci: a calculadora. O modelo na altura permitia efetuar cálculos simples.

As pontes rotativas, têm, mais uma vez, o seu nome inscrito. Em constante movimento, com o objectivo de impedir os avanços dos inimigos, foi sem dúvida uma ajuda importante em várias guerras. Deixou bem claro que para uma construção bem-sucedida, deviam ser usados materiais leves, mas resistentes (como a madeira).

Leonardo da Vinci - Breve Biografia

Filho não reconhecido do notário Messer Piero Fruosino di Antonio da Vinci, e da camponesa, Caterina, nasceu a 15 de abril de 1452, em Anchiano (na actual Itália). Foi um dos nomes mais relevantes da era do Renascimento. Das várias funções desempenhadas, brilhou, entre outras, como: matemático, engenheiro, criador, anatomista, pintor, poeta, escultor, botânico e artista musical.

"Cresceu" no "estúdio" de Verrocchio (um célebre pintor na época). Os primeiros tempos do seu trajeto profissional associam-se a Ludovico Sforza, em Milão. Mais tarde trabalhou em Veneza, Roma, Bolonha e Amboise. Faleceu a 2 de maio de 1519, na França (Amboise). #História