Depois da última edição ter consagrado Conchita Wurst, a "mulher" de barba cerrada que concorreu pela Áustria, o Festival da Eurovisão da Canção 2015, que vai já na sua 60.ª edição, apresenta este ano mais um grande grupo. Eles vêm de Helsínquia, são quatro, e todos eles possuem uma particularidade, são portadores de autismo e de trissomia 21.

A banda PKN (Partti Kurikan Nimipäivät), composta por Kari Aalto, vocalista, Pertti Kurikka, guitarra, Sami Helle, baixo, e Toni Välitalo, bateria, bateu a banda favorita à vitória, Satin Circus, e arrecadou 37,4% dos votos do público. O tema que irão interpretar no festival em Viena, Áustria, "Aina mun pitää" (Tenho sempre de…), fala de coisas que sempre lhes apetece fazer, como limpar, lavar ou até mesmo trabalhar.

Publicidade
Publicidade

O grupo juntou-se em 2009 depois de um workshop cultural para pessoas com necessidades especiais, e ganhou notoriedade mundial ao participar no documentário sobre Síndrome de Down, demonstrando assim de que forma a #Música os ajudava a enfrentar as barreiras impostas pela doença. Adeptos do estilo punk, a banda PKN editou em 2010 o seu primeiro disco, intitulado "Ei yhteiskunta yhtä miestä kaipaa" (Ninguém é imprescindível na sociedade).

Este grupo concorreu ao festival a fim de sensibilizar a consciência das pessoas para a doença de Down, um problema associado a dificuldades cognitivas e ao desenvolvimento físico que afecta, de acordo com uma estimativa, um bebé a cada 660 nascimentos.

Assim, esta banda irá participar na primeira de duas semifinais, que irão ocorrer nos dias 19 e 21 de Maio, e, caso consigam a passagem para a final subirão ao palco, no dia 23 do mesmo mês, do Wiener Stadthalle, sala de espectáculos de Viena com capacidade para 16.000 pessoas.

Publicidade

Esta também não é a primeira vez que a Finlândia surge com concorrentes especiais. Em 2006 apresentaram uma banda pouco convencional de hard rock, Lordi, que acabou por vencer o festival da Eurovisão e, na última edição, a banda de rock alternativo acabou por arrecadar a 10.ª posição. Em 2015 voltam a apresentar um grande grupo, numa demonstração que nada é impeditivo para alcançarem os seus sonhos.