A história por detrás da célebre, e não menos polémica, cadeia de hambúrgueres McDonald's será contada em The Founder, com intriga, carne, queijo e muito ketchup à mistura. Escrito por Robert Siegel (O Wrestler), o filme mostrará como Ray Kroc se cruzou com os irmãos Mac e Dick McDonald e transformou a sua rede de hambúrgueres num império à escala mundial. Um misto entre A Rede Social e Haverá Sangue, é assim que tem sido apresentado o guião de Siegel.

O drama contará como Ray Kroc, um vendedor de Illinois, conheceu os irmãos McDonald na década de 1950, altura em que geriam uma rede de hambúrgueres no sul da Califórnia.

Publicidade
Publicidade

O que chamou a atenção de Kroc foi o sistema de produção de comida implementado pelos irmãos, cuja rapidez lhe despertou a ideia de transformar a sua rede num negócio que acabaria por se tornar num dos mais bem sucedidos da história da restauração.

Tom Hanks foi considerado para interpretar Kroc, mas recusou, abrindo assim caminho para Michael Keaton. O actor de Birdman está imparável desde o seu sucesso como protagonista no filme de Alejandro González Iñárritu, e, apesar de ter perdido o Óscar de Melhor Actor para Eddie Redmayne, promete estar presente no grande ecrã durante os próximos tempos. Os fãs do actor podem aguardar pela estreia de Spotlight, um drama intenso e delicado baseado em factos verídicos que envolvem a Igreja Católica e a pedofilia, onde contracenará com um elenco de luxo que integra Rachel McAdams, Mark Ruffalo, Stanley Tucci e Liev Schrieber, e o lançamento a solo dos divertidos Mínimos, onde Keaton dará a sua voz.

Publicidade

Outro dos projectos onde irá participar é Kong: Skull Island, um reboot do mais famoso macaco do #Cinema, King Kong, também com Tom Hiddleston e J. K. Simmons, mas sem Peter Jackson.

Keaton é o único actor vinculado ao projecto, para já. A realização de The Founder ficou a cargo John Lee Hancock (Ao Encontro de Mr. Banks), e já tem estreia agendada para 25 de Novembro de 2016. O objectivo é apanhar estrategicamente a temporada dos prémios. Será que veremos Keaton novamente pelos Óscares?