O Museu Russo, um dos museus mais antigos de São Petersburgo, vai inaugurar, a 25 de março, uma sucursal em Málaga, no sul de Espanha. Criado em 1895 por ordem do Imperador Nicolau II, o Museu Russo arranjou mais uma forma de celebrar a arte russa, expandindo-se para a cidade espanhola. O acordo de 10 anos para a nova sucursal foi assinado em maio do ano passado entre o diretor da Fundación Picasso - Museo Casa Natal, José Maria Luna, o prefeito de Málaga, Francisco de la Torre, e os representantes do Museu Russo, Vladimir Gusev e Evgeniya Petrova.

O edifício da antiga fábrica de tabaco, conhecida como Tabacalera, construído em 1920, vai acolher obras datadas do século XV e XX do vasto acervo do Museu Russo. A partir de 25 de março, estarão abertas ao público uma exposição permanente e duas temporárias, renovadas anualmente.A exposição permanente, intitulada "A Arte Russa dos séculos XV-XX", procura traçar o caminho da história da arte russa, reunindo mais de 100 obras desde os ícones da Idade Média até ao Realismo Soviético. Na lista dos artistas escolhidos figuram os nomes de Alexei Venetsianov, Wassily Kandinsky, Olga Rosanova, Marc Chagall, entre outros.

Uma das exposições temporárias apresentadas pela sucursal do Museu Russo é dedicada a Sergei Diaghilev (1872-1929), empresário e fundador da companhia de bailado Ballets Russes. Sob o título "A Arte Russa da Era de Diaghilev" serão expostas mais de 60 obras de artistas do início do século XX, como Leon Bakst ou Natalia Goncharova. A primeira exposição temporária estará patente ao público até setembro, seguindo-se-lhe uma outra dedicada ao pintor russo de vanguarda e partidário da Revolução de 1917, Pavel Filonov (1883-1941).

As obras que integram as três exposições giram em torno de cinco categorias - ícones, retratos, paisagens, pintura de género e vanguarda e revolução - e a sua transferência para as novas instalações implica um investimento de mais de 900 mil euros.

Publicidade
Publicidade

Para além da inauguração do novo espaço com os tesouros de São Petersburgo a 25 de março, a cidade espanhola de Málaga irá presenciar a abertura do Centro Pampidou três dias depois.