Depois do aquecimento que os israelitas 'Shredhead 'deram à assistência presente no Paradise Garage, era a vez dos polacos 'Hate', a segunda banda do cartaz, entrarem em palco. Os 'Hate' já têm uma longa carreira, que remonta aos inícios da década de noventa, embora tenha sido na segunda metade da mesma década que lançaram o primeiro álbum de originais, em 1996. Actualmente, a banda encontra-se a promover o seu último trabalho, o nono álbum de originais, “Crusade:Zero”, lançado muito recentemente, fazendo todo o sentido que acompanhem os 'Vader', outro nome clássico da #Música extrema polaca, nesta digressão europeia que vai durar este mês de Março.

Publicidade
Publicidade

O início com “Omega” tratou de colocar a sala do Paradise Garage em sentido, agora mais composta do que na banda anterior, os israelitas 'Shredhead'. O seu som poderoso de black/death metal fez-se ouvir quase na perfeição na sala lisboeta e temas como “Erebos” e “Hex” soaram de forma impressionante, principalmente este último, um dos grandes pontos altos da sua actuação. A banda junta como ninguém a agressividade, blastbeats e o groove, o que em cima de um palco tem um impacto ainda maior, havendo ainda um espacinho para umas quantas melodias macabras aqui e acolá. 


Durante quase uma hora, a banda destilou o seu metal extremo passeando por alguns dos pontos mais marcantes da sua discografia mais recente (dos últimos 10 anos), não havendo oportunidade para visitar todos. Ainda assim, durante o tempo que durou o seu espectáculo, não se sentiu nenhum momento forçado, com todas as músicas a formarem um alinhamento coeso. Outros pontos de destaque foram sem dúvida as rendições de “Alchemy Of Blood” e “Leviathan”. Apesar de se tratar de black/death metal do mais agressivo que pode haver, a atitude da banda para com o público nacional foi de profunda gratidão, tendo uma grande prestação ao longo da sua actuação. Não se pode dizer que a banda tenha uma grande legião de seguidores no nosso país, mas sem dúvida que, graças à sua performance no dia 26, ganhou muitos mais. Uma banda que será certamente muito bem vinda em futuras ocasiões.