Já Caetano Veloso entoava, numa música de André Filho, “Cidade Maravilhosa/Cheia de Encantos Mil”. Assim é a cidade do Rio de Janeiro que agora comemora 450 anos da sua existência. A 1 de Março de 1565, o navegador português Estácio de Sá fundou a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, com o objectivo de expulsar os franceses que ali estavam há mais de 10 anos. Foi desta forma que se iniciaram as comemorações desta data, com uma encenação do Corsário Carioca, no forte de São João, na Ucra, zona sul da cidade, sobre o desembarque do português. O actor que representa o navegador português entregou assim, nas mãos do prefeito do Rio, Eduardo Paes, a chave da cidade.

Publicidade
Publicidade

A nível religioso, foi celebrada uma eucaristia, na Igreja dos Capuchinhos, local onde repousam os restos mortais do fundador da cidade. Durante a tarde a Rua do Carioca, no centro da cidade, serviu, a quem por lá passava, um bolo de oito toneladas e de 450 metros de comprimento, um por cada ano comemorado.

Nas comemorações oficiais esteve ainda presente a presidente do Brasil Dilma Rousseff que, conjuntamente com o perfeito e o governador da cidade, inauguraram o túnel Rio 450, numa obra de revitalização da zona portuária, que liga esta mesma área ao centro da cidade. Este é também o primeiro túnel construído abaixo do nível do mar e cuja extensão atinge 1.480 metros.

A presidente brasileira foi ainda homenageada com a medalha 1º de Março, no Palácio da Cidade, sede oficial da prefeitura. Esta insígnia, que pretende condecorar cariocas de nascença ou de coração, foi ainda entregue a outras pessoas, como por exemplo a actriz Fernanda Montenegro, o ex-jogador de futebol Zico e o poeta Ferreira Gullar.

Publicidade

Durante a ocasião foram ainda divulgados os nomes das personalidades que vão integrar o Livro de Heróis e Heroínas da Cidade, um conjunto de pessoas que contribuíram para a construção da identidade carioca. Entre eles, destaque para os músicos Donga e Pixinguinha, o político Carlos Lacerda, e Tia Ciata, considerada figura influente no samba carioca.