Fernando Echevarría e Fernando Guimarães, dois poetas ligados à Foz, estarão juntos numa tertúlia integrada no "Ciclo Foz Literária", que decorre a 6 de maio (18h30) no Castelo de São João da Foz do Douro (Porto). Trata-se de uma conversa entre os escritores que conta com a colaboração de João Pimenta e José Valle de Figueiredo, os quais prestarão homenagem ao ficcionista e poeta António Rebordão Navarro falecido a 22 de abril na sua casa da Foz.

A iniciativa organizada pela União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, tem como comissário o poeta José Valle de Figueiredo, à frente da programação e dinamização do "Ciclo Foz Literária". Salientamos António Rebordão Navarro (1933-2015), cujo nome figura no prémio literário de ficção e poesia da SPA. Formado em Direito pela Universidade de Coimbra, António Rebordão Navarro foi diretor da Biblioteca Pública Municipal do Porto e integrou os corpos gerentes da Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Porto e da Sociedade Portuguesa de Autores.

Publicidade
Publicidade

A partir dos anos 60, dedicou-se à ficção, sendo os seus romances fruto da continuidade com a escrita poética que partem, igualmente, da deambulação urbana captada em sátiras sociais. O escritor da Foz do Porto, falecido aos 82 anos, desenvolveu ainda a atividade de editor, publicando um volume com a correspondência de Fernando Pessoa a Armando Corte-Rodrigues, uma antologia com a poesia de Jorge de Lima, e a antologia "Poetas Escolhem Poetas" (1992). Nas décadas de 50-60 do século XX, dirigiu as revistas "Bandarra" e "Notícias do Bloqueio".

A esta tertúlia segue-se outra, "Quando as raízes são comuns", com Amorim de Carvalho e Pinheiro Caldas, que coincide com a exposição de Vieira da Silva, que será homenageada. Esta mostra inédita, patente nos salões do paço do Castelo, entre 17 de junho e 5 de julho, conta com a colaboração da Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva.

Publicidade

A ideia é fazer a ligação da pintora ao Porto, já que o seu pai era natural da Foz do Douro, local por onde Vieira da Silva passou e deixou memórias (inclusive na pintura).

José Valle de Figueiredo adianta que a programação do "Ciclo Foz Literária" se estende até ao final de 2015, com Ramalho Ortigão em setembro, Raul Brandão em outubro e Eça de Queirós em novembro, no âmbito das comemorações dos 160 anos de nascimento deste escritor diplomata. Para 2016 prevê-se já uma homenagem a A.A. Teixeira de Vasconcellos que, segundo diz a tradição familiar, também viveu uma temporada na Foz, na Rua das Motas (junto ao Passeio Alegre), e comemora 200 anos de nascimento em novembro do próximo ano. #Literatura