O ator inglês Tom Hardy é a capa da mais recente edição da revista Esquire, no Reino Unido, e revela novos pormenores sobre a produção de Mad Max, um dos próximos blockbusters a estrear durante este ano. Mad Max: Estrada da Fúria é o 4º filme da saga "Mad Max", realizada por George Miller. Além de Hardy, o elenco conta com atores como Charlize Theron, Nicholas Hoult, Riley Keough e Zoe Kravitz. 30 anos depois do último episódio, na altura em que Mel Gibson era a estrela principal, a nova produção revive o mundo pós-apocalíptico onde os gangues competem pelo gás e água. Tom Hardy já começa a sentir o peso de liderar o seu primeiro grande blockbuster.

Publicidade
Publicidade

Em entrevista, diz "nunca estive tão entusiasmado e fora da minha zona de conforto", descrevendo o filme como "impressionante para caraças".

Sobre as gravações, o ator descreve-as como sendo fora do normal. "Estávamos no meio de nenhures, tão longe do sistema do estúdio que a Warner Bros não sabia o que se estava a passar nas filmagens, e só movimentar coisas desde e para o set era um pesadelo. Perdíamos metade de um veículo na areia e tínhamos de ser nós a desenterrá-lo. Era só uma equipa no meio de milhões quilómetros quadrados de deserto, e depois este grupo de lunáticos vestidos com peles, como se fosse uma festa sadomasoquista esquisita, ou uma convenção dos Hell's Angels", disse o ator. "Foi como um cruzamento entre Cirque du Soleil e Slipknot".

Quanto aos rumores que circulam sobre discussões entre si e Charlize Theron, o outro grande nome da produção, Tom Hardy desvaloriza, ao mesmo tempo que admite que ele possa ter sido parte do problema.

Publicidade

"Eu tenho a reputação de ser difícil. E sou. Sou mesmo. Mas não sou insensato. Se alguém me magoa, eu ataco, para ver se param", explicou Hardy. "Vem tudo do medo. Se eu provocar alguma confusão, depois as pessoas não me voltam a pedir para fazer aquilo que eu não quero fazer. Mas às vezes o tiro pode sair pela culatra por isso é melhor não o fazer. Há que crescer."

O ator nascido em Londres revelou ainda que já se comprometeu com a produtora para mais 3 filmes da saga Mad Max. Está previsto o primeiro filme estrear em Portugal no dia 14 de maio, na mesma altura em que será apresentado na edição deste ano do Festival de Cannes, fora de competição. #Cinema