A saga 'Mad Max' remonta aos anos 80, tendo sido lançados 3 filmes entre 1979 e 1985. Foi nesta trilogia que Mel Gibson se destacou como actor principal e cujo papel o catapultou para a fama. Todos foram realizados pelo australiano George Miller, inclusivamente esta sequela, com título original 'Mad Max: Fury Road' e, em português, 'Mad Max: Estrada da Fúria'. Com estreia marcada em Portugal para amanhã (dia 14 de Maio), 'Mad Max' promete muita acção, com Tom Hardy no papel de Max Rockatansky, substituindo Mel Gibson, e ainda com Charlize Theron como Imperator Furiosa

George Miller pretende dar continuidade à história de Max, mostrando aos fãs o que aconteceu a este guerreiro sobrevivente de 'Além da Cúpula do Trovão' há 30 anos e o que terá de enfrentar a seguir. Já na casa dos 70 anos, Miller mostra que isso não o impede de criar um filme com acção do início ao fim, em 2 horas repletas de cenas de luta empolgantes, introduzindo várias inovações de modo a manter os espectadores cativados.

Em 'Estrada da Fúria', a atmosfera do mundo pós-apocalíptico em que os recursos escasseiam é similar à dos seus predecessores, sendo também criada pela excelente caracterização das personagens e aos criativos veículos utilizados na trama, suplantando o visto nos filmes anteriores e conduzindo a sequela até ao próximo nível. Para esta atmosfera desoladora ser criada, 'Mad Max' foi filmado no deserto na Namíbia, onde esta sociedade degradante e sem lei é encabeçada pelo vilão Immortan Joe, interpretado por Hugh Keays-Byrne, que protagonizou também o papel de vilão - Toecutter - em 79. Joe mantém um harém de mulheres que usa a seu belo prazer na criação de descendentes grotescos, possuindo ainda escravos à sua disposição mantidos sobre um estado de fome extrema e terror constantes.

Já Tom Hardy promete trazer uma nova dimensão ao papel, com a sua capacidade de adaptação e demonstração de emoções nos momentos certos, já que é capaz de ser simultaneamente misterioso, complexo e simples. Apesar de não possuir muitos diálogos, a sua interpretação de Max Rockatansky é a de um homem assombrado por perdas do passado, mas que mesmo assim permanece na sua constante luta pela sobrevivência.

Por último é de referir que, num mundo perdido como este, Miller pretende igualmente mostrar o lugar que as mulheres detêm nele, pelo que reuniu um conjunto de actrizes mais novas e mais experientes para demonstrarem o poder feminino face a um mundo dominado por homens. Neste âmbito, depois da sua brilhante interpretação como a vilã Ravenna em 'A Branca de Neve e o Caçador', espera-se que Charlize Theron tenha um papel intenso e, apesar de iniciar o seu papel do lado do vilão, a sua viagem na busca de gasolina e balas torna-se, no final, em algo completamente diferente.  #Cinema