A comitiva portuguesa que irá representar o nosso país no Festival Eurovisão da Canção em Viena de Áustria já partiu. Depois de dois meses de promoção da canção portuguesa escrita e composta por Miguel Gameiro, Leonor Andrade parte rumo ao maior palco da #Música europeia que este ano decorre na capital austríaca.

Este ano será Leonor Andrade a representar Portugal no palco da Eurovisão. A portuguesa venceu o Festival da Canção em Março e tem vindo a promover a canção "Há um mar que nos separa" além fronteiras. Dessa promoção constam quatro versões diferentes da que vai ser interpretada na semi-final da próxima quinta-feira, uma versão acústica, uma versão acústica em espanhol, uma versão inglesa e uma versão apenas acompanhada ao piano.

Da comitiva portuguesa fazem parte, além de Leonor e Miguel Gameiro, os quatro elementos do coro, Pedro Mimoso, Ricardo Quintas, Tânia Tavares e Carla Ribeiro, o produtor musical Fernando Martins e ainda Hélder Reis e Ramón Galarza, que serão os comentadores da RTP para a edição deste ano da Eurovisão.

Leonor Andrade actua na próxima quinta-feira, dia 21 de Maio, na segunda semi-final da Eurovisão. Para tentar que a música portuguesa esteja entre as dez primeiras colocadas, a RTP já lançou um apelo aos portugueses que vivem no estrangeiro para que votem na música de Leonor. A tarefa não será fácil, principalmente tendo em conta que, desde que o sistema de duas semi-finais foi implementado em 2008, Portugal apenas conseguiu passar à final em duas ocasiões.

Nas próximas duas semanas a Europa vai voltar-se para a Áustria. Serão vários dias de preparação, de ensaios, de entrevistas, numa última tentativa de angariar votos que permitam às delegações conseguirem o melhor lugar possível. Leonor Andrade está muito ansiosa e, acima de tudo, quer divertir-se e honrar o país naquele que é o maior palco da música ligeira europeia.

De recordar que o melhor resultado de Portugal na Eurovisão continua a pertencer a Lúcia Moniz, quando terminou o concurso no 6º lugar com a música "O meu coração não tem cor".