Começou hoje a I Festa do #Cinema. Desde a primeira sessão deste dia 11 de maio, todos os espectadores estão a pagar apenas 2,50€ para ver qualquer filme que esteja em cartaz. Esta oferta estende-se a todas as salas de cinema português durante os próximos 3 dias. Em questão, estão quase 100 mil lugares, disponíveis a preço reduzido, em 499 salas. De fora destes 2,50€ estão apenas "as taxas suplementares cobradas para lugares VIP, Sessões de filmes exibidos em 3D, sessões IMAX e eventos especiais", tal como diz o site oficial do evento.

Este "grande evento cinematográfico" foi organizado pela APEC (Associação Portuguesa de Empresas Cinematográficas) e conta ainda com o apoio do ICA (Instituto do Cinema e do Audiovisual), da FEVIP (Associação de Defesa das Obras Audiovisuais) e da GEDIPE (Associação para a Gestão de Direitos de Autor, Produtores e Editores) - responsáveis pelas grandes distribuidoras de filmes. O preço, que vai ser cobrado nos próximos dias 11, 12 e 13 de maio, corresponde a pouco mais de 35% de desconto tendo em conta o valor normal que é cobrado. Sem descontos, ir ao cinema corresponde a uma despesa de 6,70€. Este valor pode descer se for estudante, tiver um cartão de descontos, entre outras opções.

Nuno Sousa, da organização do evento, considera que "já é uma vitória" que as distribuidoras se tenham juntado nesta iniciativa. Nuno afirma que "são todas" as salas de cinema abrangidas:  "vai dos grandes grupos de exibição até às salas mais pequenas, aos cineclubes", acrescenta. A Festa do Cinema é igual ao que acontece em França ou Espanha. No país irmão, para usufruir das promoções (a festa acontece nas mesmas datas) é preciso uma inscrição prévia. Em Portugal, tal não acontece. Aliás, é possível, inclusivamente, comprar os bilhetes online e com antecedência (pelo menos nas salas que já o permitiam antes desta Festa).

O objetivo desta primeira edição é levar, até ao cinema, mais de 200 mil espectadores. Se exceder as expectativas, Nuno afirma mesmo que pode haver uma segunda edição ainda este ano. Esta é a altura ideal para ir até ao cinema ver Capitão Falcão, o primeiro filme português de super heróis, ou o blockbuster Velocidade Furiosa 7, filme que, em pouco mais de um mês, teve quase 800 mil espectadores. Mas as sugestões multiplicam-se pois, neste momento, há algumas dezenas de filmes em cartaz.